Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Entenda o caso

Bittencourt acusa Boca Aberta de agressão na Avenida Leste-Oeste

Fernanda Circhia - Redação Bonde
15 fev 2018 às 16:43
- CML/Imprensa/Devanir Parra
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

O vereador Vilson Bittencourt (PSB) afirmou ter sido agredido pelo ex-vereador Emerson Petriv, o Boca Aberta, na manhã desta quinta-feira (15), na Avenida Leste-Oeste, em Londrina. Conforme relato do vereador à reportagem, por volta das 11h, ele havia deixado seu carro para fazer uma manutenção no ar condicionado e estava no ponto de ônibus para ir ao Jardim Leonor. Neste momento, de acordo com Vilson, Boca Aberta apareceu de bicicleta, começou a xingá-lo e, em seguida, o agrediu.

"Ele começou a surtar e a me xingar muito. Mas não dei muita atenção e acho que ele ficou muito revoltado com isso. Em seguida, ele veio na 'voadora' pra cima de mim e atingiu meu maxilar com a botina. Aí saí correndo para não ser mais agredido. Peguei o celular e liguei para a Polícia Militar, mas ele viu que eu estava fazendo uma ligação e saiu correndo", relatou Vilson.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Após o ocorrido, Vilson foi até a 10ª Subdivisão Policial registrar um boletim de ocorrência. "Cheguei a ir ao IML [Instituto Médico-Legal] para fazer o exame, mas não tinha médico. Então, agendaram para segunda-feira, às 9h. Em seguida, fui encaminhado ao pronto atendimento do Leonor. Um médico verificou meu maxilar e afirmou que não machucou tanto. Mas, por conta da dor, fui medicado. A princípio, não houve deslocamento de maxilar. Foi um chute 'daqueles' que levei."

Leia mais:

Imagem de destaque
Tentativa de golpe

Militares da ativa escreveram carta para pressionar Exército a participar de golpe, diz PF

Imagem de destaque
Reajuste de 3,82%

Salário dos próximos vereadores em Londrina deve chegar a R$ 15,6 mil

Imagem de destaque
Indicado por Lula

Flávio Dino toma posse como ministro do STF nesta quinta-feira

Imagem de destaque
'não é um político tradicional'

Haddad afirma que fala de Lula sobre Gaza foi grito de socorro


Vilson afirmou que vai informar à Câmara Municipal de Londrina sobre o caso ainda nesta quinta-feira (15). "Faço parte da instituição e estou me sentindo inseguro. Até mesmo para andar na rua."


Procurado pela reportagem, o ex-vereador Boca Aberta afirmou que não agrediu Vilson. "Isso é mentira. Todos os vereadores estão com medo de mim. Essa é uma falsa comunicação de crime. Eles têm medo porque mostro a verdade para o povo. Outros vereadores vão tentar também pegar medida restritiva contra mim. Essa é mais uma história, mais uma armação contra mim", ressaltou.

Também na manhã desta quinta-feira (15), Emerson Petriv esteve no Centro de Reintegração Social de Londrina (Creslon) para colocar a tornozeleira eletrônica após determinação do juiz da 5ª Vara Criminal de Londrina, Paulo César Roldão. A medida ocorreu após o ex-vereador ter descumprido medida restritiva, quando se aproximou dos vereadores afastados Mário Takahashi (PV) e Rony Alves (PTB). Os dois possuem medida restritiva contra Boca Aberta.


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade