Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Saiba mais

Câmara aprova projeto de lei que torna crime hediondo ataque a escolas

Victoria Azevedo - Folhapress
13 jun 2024 às 10:21
- Divulgação
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

O plenário da Câmara dos Deputados aprovou na noite desta quarta-feira (12) um projeto de lei que torna crime hediondo homicídio, lesão corporal seguida de morte e lesão corporal gravíssima realizados nas dependências de instituições de ensino.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Leia mais:

Imagem de destaque
Na SRP

Londrina: Ministro da Pesca e Aquicultura destaca potencial do Norte do Paraná na piscicultura

Imagem de destaque
Anúncio nesta segunda

Donald Trump anuncia J.D. Vance como vice na disputa pela Casa Branca

Imagem de destaque
Como a facada

Aliados de Lula receiam fortalecimento da direita, e bolsonaristas tentam explorar atentado a Trump

Imagem de destaque
PR é o maior produtor de tilápia

Ministro da Pesca cumpre agenda em Londrina nesta segunda-feira

Dessa forma, quem for condenado por esses crimes não terá direito a fiança, indulto ou anistia.

Publicidade


O projeto é de autoria do Executivo e foi enviado ao Congresso em julho de 2023, ainda na gestão Flávio Dino no Ministério da Justiça, após uma série de atentados e ameaças de ataques a escolas.


A proposta foi aprovada de forma simbólica pelos deputados (quando não há contabilização dos votos) e agora segue para o Senado.

Publicidade


O projeto também altera o Código Penal para classificar homicídio qualificado quando o crime ocorrer nas dependências de instituições de ensino, com pena de reclusão de 12 a 30 anos.


Segundo o texto, essa pena poderá ser aumentada de um terço até a metade o período se a vítima for uma pessoa com deficiência ou doença que acarrete condição de vulnerabilidade física ou mental; e em dois terços se o autor do crime for parente, cônjuge, curador, empregador ou professor da vítima.


O projeto de lei foi relatado pelo deputado Jorge Goetten (PL-SC). No parecer, ele afirma que a matéria é "extremamente pertinente". Ele diz que o país testemunhou recentemente "um alarmante aumento exponencial no número de delitos dessa natureza" e que esse cenário justifica o "endurecimento da sanção penal a ser imposta a esses criminosos".


Imagem
Confira o funcionamento dos serviços públicos em Cambé nesta quinta, Dia do Padroeiro
Nesta quinta-feira (13) é Dia de Santo Antônio, o padroeiro de Cambé (Região Metropolitana de Londrina). Com isso, alguns s
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade