Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Proposta de Lenir de Assis

Câmara de Londrina vota recurso contra arquivamento do ‘PPA Participativo’

Douglas Kuspiosz - Grupo Folha
14 mar 2024 às 09:45
- Devanir Parra/CML
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

A CML (Câmara Municipal de Londrina) vota, na sessão desta quinta-feira (14), o recurso apresentado pela vereadora Lenir de Assis (PT) contra o parecer contrário da Comissão de Justiça, Legislação e Redação ao PL (Projeto de Lei) n° 128/2023, que institui o PPA (Plano Plurianual Participativo) Participativo. 


Agora, o plenário vai decidir se a proposição continua tramitando ou se será arquivada. 

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


"O parecer contrário está fundamentado no argumento de que é de competência do Poder Executivo iniciar processo legislativo sobre matéria orçamentária. No entanto, nossa avaliação é de que o argumento não se sustenta neste caso, uma vez que o nosso PL não altera a legislação orçamentária nem interfere no orçamento. Nossa expectativa é que os vereadores e vereadoras reconheçam que é fundamental que seja garantido à população ampla participação na construção do PPA", afirma Assis. 

Leia mais:

Imagem de destaque
Luto

Morre Maria José Piana, esposa do vice-governador do Paraná, aos 77 anos

Imagem de destaque
Insanidade

Críticas à omissão do governo em PL Antiaborto por Estupro fazem Lula mudar de discurso

Imagem de destaque
Entenda

Empreiteiras recusam proposta sobre multas da Lava Jato, e governo Lula tenta novo acordo

Imagem de destaque
Comunicações

Ministro de Lula pede ao STF trancamento de inquérito após ser indiciado pela PF


A pedido da Comissão de Justiça, a Secretaria de Governo se manifestou apontando que, na prática, o município já executa os objetivos do PL. O documento cita que, desde o PPA 2010-2013, Londrina tem buscado a maior participação possível para a elaboração de políticas públicas. 

Publicidade


No PPA 2022-2025, por exemplo, foram feitas sete audiências públicas com a comunidade, além da possibilidade de apresentar propostas por escrito. 


Depois, a Comissão de Justiça acatou o parecer da assessoria jurídica e emitiu parecer contrário ao PL, avaliando que se trata de uma iniciativa privativa do prefeito e cria um novo órgão do Executivo, o Fórum Interconselhos.


A vereadora, em resposta, apresentou o recurso argumentando que o PL não interfere e não retira a discricionariedade do prefeito na elaboração do PPA. 


Leia a reportagem completa na FOLHA DE LONDRINA:


Imagem
CML vota recurso contra arquivamento do ‘PPA Participativo’
O PL teve parecer contrário da Comissão de Justiça, mas a autora apresentou recurso contra a decisão
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade