Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Entenda

Decisão final sobre cassação de Moro deve ir ao TSE

Catarina Scortecci e Renata Galf - Folhapress
03 abr 2024 às 13:38
- Marcelo Camargo/Agência Brasil
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Nesta quarta-feira (3), o TRE (Tribunal Regional Eleitoral) do Paraná dará continuidade ao julgamento das ações apresentadas por PT e PL que pedem a cassação do mandato do senador Sergio Moro (União Brasil-PR).

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Leia mais:

Imagem de destaque
Está na Santa Casa

Vereadora Mara Boca Aberta passa mal e é internada nesta quarta em Londrina

Imagem de destaque
Caso Marielle Franco

Deputados se recusam a relatar caso contra Brazão no Conselho de Ética

Imagem de destaque
Houve mudanças

União Brasil muda de ideia e lança Jairo Tamura como pré-candidato à Prefeitura de Londrina

Imagem de destaque
Para regulamentação

Anvisa adia para sexta debate sobre cigarro eletrônico

Por ora, Moro tem 1 voto pela absolvição, proferido pelo juiz relator da ação. Ao todo, a corte do TRE é composta por sete juízes. A sessão desta quarta-feira será retomada com o voto do juiz José Rodrigo Sade, que na última sessão pediu vista (mais tempo para análise).

Publicidade


Independentemente da decisão da corte regional, o desfecho do caso só deve se dar no TSE (Tribunal Superior Eleitoral), já que tanto os partidos que ingressaram com as ações quanto a defesa de Moro têm interesse no recurso à instância superior, na hipótese de derrota na corte regional.


Acompanhe o placar do julgamento e entenda os próximos passos.

Publicidade

QUEM JÁ VOTOU


- Luciano Carrasco Falavinha (absolvição)

Publicidade


QUAIS JUÍZES AINDA NÃO VOTARAM


- José Rodrigo Sade
- Cláudia Cristina Cristofani
- Julio Jacob Junior
- Anderson Ricardo Fogaça
- Guilherme Frederico Hernandes Denz
- Sigurd Roberto Bengtsson

Publicidade


QUAIS AS ETAPAS DO JULGAMENTO NO TRE-PR


No primeiro dia de julgamento, na segunda -feira (1º), o único a votar foi o juiz Luciano Carrasco Falavinha. Relator da ação, ele votou pela improcedência do pedido. Também os advogados das partes fizeram sustentações orais e se manifestou o representante do Ministério Público -que em parecer considerou que houve abuso de poder econômico e defendeu a cassação de Moro.

Publicidade


Foram reservadas para a análise do caso Moro na corte, as datas de 1º, 3 e 8 de abril. Todos os 7 juízes que compõem o tribunal deverão votar. Isso porque a corte entendeu que, por ser um processo que pode resultar em perda de mandato, é necessário quórum completo independentemente do placar -há ações em que o presidente só votaria em caso de empate.


O QUE OCORRE DEPOIS DO JULGAMENTO NO TRE-PR

Publicidade


As partes ainda podem apresentar embargos ao próprio TRE, espécie de recurso que, de modo geral, busca esclarecer pontos da decisão já tomada e não o seu mérito.


Em caso de condenação ou absolvição, as partes podem apresentar recurso ao TSE. Até a decisão final da corte superior os efeitos do que que ficar decidido no TRE ficam suspensos. Ou seja, no caso de ele ser condenado, eventuais cassação do mandato e inelegibilidade só valeriam após análise do recurso.


QUAIS EFEITOS DE EVENTUAL CONDENAÇÃO DE MORO


Se ao final a Justiça Eleitoral julgar procedente a ação contra Moro, as consequências seriam a cassação da chapa (ou seja, a perda do mandato) e a inelegibilidade por oito anos, contados desde o pleito de 2022.


Nesta hipótese, de acordo com as regras eleitorais em vigor, em 2030 Moro já estaria apto a se candidatar novamente, isso porque, o período de inelegibilidade começa a contar em 2 de outubro de 2022 (a data da eleição), e se encerra no "dia de igual número no oitavo ano seguinte", que, no caso, seria 2 de outubro de 2030. Realizado no primeiro domingo do mês de outubro, o primeiro turno das eleições 2030 deve acontecer quatro dias depois desta data, no dia 6 de outubro.


Também haveria a realização de uma nova eleição no Paraná para a cadeira no Senado. A possibilidade de novo pleito para a vaga tem movimentado a política paranaense nos últimos meses, com os principais partidos estudando possíveis candidaturas para a disputa.


Imagem
Intenção de Moro, soma de gastos e lacunas de pré-campanha entram no foco de julgamento
O voto do relator das ações que pedem a cassação do mandato do senador Sergio Moro (União Brasil), na segunda-feira (1º), colocou em evidência temas que devem nortear o debate dos juízes do TRE
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade