Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Esteve em Brasília

Defesa de paranaense investigado pelo 8/1 critica prisão de quase seis meses

Lucas Marcondes - Grupo Folha
08 ago 2023 às 08:30
- Marcelo Camargo/Agência Brasil
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Detido preventivamente em Londrina há quase seis meses pela 6ª fase da Operação Lesa Pátria, um empresário de Santo Antônio da Platina (Norte Pioneiro) veio a público, por meio de pessoas próximas, expor suas alegações contra a prisão pela qual passa desde 14 de fevereiro.


Em entrevista exclusiva à FOLHA, três familiares do homem preso pela PF (Polícia Federal) por ter participado dos atos de 8 de janeiro, em Brasília, sustentaram que não há provas que justifiquem a medida – que foi determinada por Alexandre de Moraes, ministro responsável pelos autos de casos como esse, que estão centralizados no STF (Supremo Tribunal Federal). Por pedido da defesa, a identidade do trio e do investigado foi mantida em sigilo.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Segundo a família e os advogados do platinense, o pedido de prisão preventiva trouxe apenas um elemento: um vídeo do manifestante tendo ao fundo o Palácio do Planalto e o Congresso Nacional – posteriormente, houve uma captura de tela desse conteúdo que, por sua vez, acabou enviada à PF.

Leia mais:

Imagem de destaque
Agora SPVAT

Deputados federais de Londrina discordam sobre retorno do DPVAT

Imagem de destaque
'Bluesky'

Lula adere a rede rival de Musk após movimento da esquerda contra X

Imagem de destaque
Briga de engravatados

Após ser chamado de ‘incompetente’ na ExpoLondrina, ministro de Lula reage

Imagem de destaque
Entenda

STF forma maioria para ampliar foro especial, mas Mendonça interrompe julgamento


“Ele não chegou a entrar em nenhum prédio, ficou bem ao fundo e, quando viu que estava tendo confusão, ele já foi embora”, assegurou uma familiar. Em um texto recente, outro membro da família fez coro à linha de argumento ao escrever que o paranaense “não invadiu, não vandalizou, não cometeu qualquer ato que pudesse ameaçar a ordem pública.”


Leia a reportagem completa na FOLHA DE LONDRINA:


Imagem
Defesa de investigado pelo 8/1 critica prisão de quase seis meses
Advogada e família de empresário dizem que paranaense não participou de depredação em Brasília; eles pedem individualização de conduta
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade