Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Busca e apreensão

MP investiga desaparecimento de gravação de sessão da Câmara de Cornélio Procópio

Grupo Folha de Londrina
04 jun 2024 às 19:25
- Gustavo Carneiro/Arquivo Folha
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

O MP (Ministério Público) do Paraná cumpriu nesta terça-feira (4) cinco mandados de busca e apreensão no âmbito da Operação Harpócrates, que apura a prática do crime de supressão de documento público da Câmara Municipal de Cornélio Procópio (Norte Pioneiro). A ação foi executada com apoio do Núcleo Regional de Londrina do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado).


Segundo a investigação, houve o desaparecimento da gravação de uma sessão do Legislativo na qual, supostamente, haveria o registro do chefe de gabinete do município proferindo ameaças e ofensas contra um dos vereadores.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


As audiências são públicas e costumam ser gravadas e transmitidas por meio das redes sociais da Câmara, além de ficarem registradas à disposição da população. Ocorre que, em relação à sessão em que os fatos teriam ocorrido, a Câmara e o responsável pelo fornecimento do serviço de gravação e transmissão informaram que não localizaram a cópia da respectiva mídia.

Leia mais:

Imagem de destaque
Sem consenso

Projeto Antiaborto por Estupro divide direita, e ala vê 'tiro no pé'

Imagem de destaque
Eleições 2024

PL, PT e União Brasil ficarão com mais de 40% do fundão eleitoral de R$ 5 bi

Imagem de destaque
Entenda

PL Antiaborto por Estupro pode levar menores de idade a privação de liberdade por até 3 anos

Imagem de destaque
Secretaria de Defesa Social

Guarda Municipal de Londrina depende do aval da Câmara para comprar sede própria


Expedidas a pedido do MP pelo Juízo da Vara Criminal de Cornélio Procópio, as ordens judiciais foram cumpridas na sede da empresa prestadora do serviço e na residência de seu representante legal e também na sede do Legislativo, na casa e no local de trabalho do chefe de gabinete municipal.


A 2ª Promotoria apura eventual conluio entre integrantes da Câmara e/ou do Executivo do município com a empresa prestadora de serviços para suprimir as aludidas gravações – tal situação pode configurar o ilícito penal de supressão de documento público, conforme descrito no artigo 305 do Código Penal.


O nome da operação é uma referência ao deus do silêncio, Harpócrates, conforme a mitologia grega. (Com assessoria do MP)


Imagem
Em nova sessão remota, deputados aprovam terceirização das escolas; oposição vai à Justiça
Em mais uma sessão remota, os deputados estaduais confirmaram nesta terça-feira (4) a aprovação do projeto de lei que permite ao governo do estado terceirizar os serviços de 204 escolas no Paraná.
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade