25/02/21
PUBLICIDADE
Vias aéreas a terrestres

A tendência do deslocamento de carro no pós-pandemia

iStock
iStock


A pandemia impactou a rotina de muitas pessoas, principalmente aquelas que têm o costume de viajar muito. Com o aumento de casos, cancelamento de voos, fechamento de estradas e fronteiras e recomendações dos órgãos de saúde que pediam para evitar os deslocamentos longos e desnecessários, a forma de viajar se transformou. Com a

retomada gradual do turismo no país, as viagens voltam a ser uma tendência, mas, desta vez, os deslocamentos de carro entre locais próximos se destacam.


A mudança de comportamento tem sido notada desde outubro de 2020, quando o aluguel de veículos, seguido pela hotelaria, foram os principais responsáveis pelo maior faturamento no ramo turístico, segundo a Elo, empresa brasileira de tecnologia de pagamentos.

O método, orientado pelas organizações de saúde e feito por uma parcela da população mais apreensiva, muda a dinâmica das viagens – antes predominantemente realizadas entre longas distâncias e, geralmente, em aviões. Deste modo, ajustes ao modo de viajar, como optar por deslocamentos curtos em automóveis, muitas vezes no
mesmo estado, foi e continuará sendo durante 2021 uma das mais notáveis alterações no hábito e na rota dos viajantes brasileiros.

Prova disso é que, no Brasil, de acordo com o Airbnb, plataforma online que oferece hospedagens em todo o mundo, há muitas buscas por casas de até 300 km de distância dos centros urbanos. Lugares como Angra dos Reis, Cabo Frio e Petrópolis estão entre os mais procurados para os próximos meses na região Sudeste do país.

Diante deste cenário delicado em que vivemos, a preferência por viagens mais rápidas com foco em destinos mais isolados ocorre como medida de segurança, devido ao medo de contrair a doença. Segundo o Booking, site de reserva de viagens, que analisou mais de 20 mil entrevistas com viajantes de 28 países, constatou que 55%
dos entrevistados planejam explorar um novo destino na região em que residem e 63% pensam em ir para algum local próximo ou não que já conhecem. No entanto, a pesquisa também apontou que dois em cada três brasileiros não se sentirão tranquilos para viajar até que exista uma vacina.

Mesmo com essas viagens mais privativas, apenas com membros da família, seja em um veículo próprio ou com um carro alugado, consultando os preços de carros por assinatura, o protocolo é o mesmo: todos no veículo devem morar na mesma casa, manter o uso de máscaras, higienização rigorosa e visitar locais arejados e menos cheios.
Redação Bonde com assessoria de imprensa
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Continue lendo
Sufrágio Feminino

89 anos do voto feminino no Brasil: conheça a história

24 FEV 2021 às 17h09
Erro grave

Por que não se deve mentir no currículo

24 FEV 2021 às 14h37
Pandemia e misticismo

Moda vive onda esotérica liderada pela Dior com looks inspirados no tarô

23 FEV 2021 às 23h59
Hospital do Câncer de Londrina

Empresas de Agronegócio se unem na campanha "Saca do Bem" em Londrina

23 FEV 2021 às 16h10
Conciliar trabalho e filhos

Pais presentes criam filhos autônomos e bem-sucedidos

23 FEV 2021 às 14h40
Melhores escolhas

Conheça cinco maneiras fáceis de contribuir para o futuro sustentável do planeta no dia a dia

23 FEV 2021 às 14h17
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados