Pesquisar

Canais

Serviços

- Reprodução/Pixabay
Continua depois da publicidade
Há riscos

Saiba quais cuidados ter com as crianças nas redes sociais

Redação Bonde com Assessoria de Imprensa
01 out 2019 às 10:44
Continua depois da publicidade

É fato que a tecnologia digital e a internet fazem parte do dia a dia e da rotina das crianças. Ao que tudo indica, esse é um caminho sem volta e que muda constantemente a maneira como nos relacionamos com a tecnologia. À medida que os aparelhos evoluem, adquirem novas e mais complexas funções e nós nos adaptamos e criamos mais espaços para eles. Com as redes sociais acontece exatamente a mesma coisa.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

Os números de perfis de crianças não param de crescer no Instagram. Filhos de famosos ou de pessoas desconhecidas estão dando o que falar nas redes sociais e possuem uma longa lista de fãs. Existem perfis que chegam a ultrapassar a marca de um milhão de seguidores.


Assim como na vida real, no mundo digital existem riscos que uma criança se expõe ao ter um perfil de sucesso. Por isso, é muito importante que os pais monitorem as redes sociais de seus filhos para a segurança de suas crianças.


Um dos perfis de maiores sucesso no Instagram é o de Zion - filho de Jade Seba e Bruno Guedes. Além disso, as crianças José e João Pôncio – filhos de Sarah Pôncio e Jonathan Couto - , Valentina Muniz – filha do humorista Ceará e da modelo Mirella Santos - e Maria Eduarda Siloto - filha de Manuela Meirelles fazem grande sucesso na rede social.


Manuela Meirelles, mãe da Duda Siloto, que tem apenas dois anos e um perfil de mais de 300 mil seguidores no Instagram, explica que há um limite para a exposição das crianças nas redes sociais. "Acho que tanto para as crianças quanto para os adultos deve ter um limite em relação à exposição. As crianças devem ter um cuidado maior, tem que tomar cuidado com informações dadas, sempre pensar na segurança delas e também muito cuidado com os tipos de vídeos e fotos postadas.”, concluiu.

Continua depois da publicidade


"Tudo o que eu posto no Instagram sempre foi com muito carinho para que ela no futuro tenha orgulho de todo cuidado e amor que temos com ela, que ela sinta orgulho de termos feito uma conta na rede social para ela. Sempre me pergunto antes de postar se ela quando maior iria gostar e isso me ajuda muito”, comenta Manuela sobre o Instragram da filha.


Riscos podem ser evitados - Por saberem que existem pessoas mal intencionadas em todos os lugares, inclusive em redes sociais, as mães e pais de crianças famosas na internet são os responsáveis por administrar os perfis. É importante que sempre haja cuidado com a exposição com o objetivo de reduzir os riscos.


Manuela Meirelles afirma que existem algumas atitudes que podem ser tomadas para evitar os riscos da exposição das crianças. "Apesar de morarmos em uma cidade pequena onde a maioria das pessoas se conhecem, evitamos dar detalhes pessoais da nossa vida. Deixo no perfil apenas um e-mail de contato e depois passo o WhatsApp. Todas as mensagens recebidas são enviadas em um endereço comercial ou caixa postal. Outra coisa que faço é postar os stories depois que já saímos do local que gravamos”, aponta a mãe de Duda Siloto.


Dicas para quem quer começar um perfil - O primeiro passo é fazer algo divertido para a criança. A conta deve ser algo que a criança, em conjunto com os pais, queira ter. "A Duda é uma criança que já reage ao tipo de conteúdo que é postado. Ela reage ainda do jeito dela. Ela assiste todos os stories e acha super divertido. Eu a deixo fazer as poses e vou tirando as fotos e faço os stories do jeito dela. Quando vamos tirar fotos, ela sempre ajuda com as escolhas das roupas e laços, faço que seja algo divertido, uma brincadeira e não obrigação. Senão perde todo sentido do perfil. Tem dias que ela não quer e aceitamos a escolha”, explica a mãe de Duda Siloto.

Manuela dá um recado para as mamães que estão começando um Instagram infantil. "Pensem neles em primeiro lugar. Lembre-se que audiência e publicidade não valem a criança passar uma vergonha ou sofrer fazendo fotos e trabalhos contra a vontade deles”, finaliza.


Compartilhar nas redes:

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade