Pesquisar

Canais

Serviços

- Bea Fidalgo
Continua depois da publicidade
Comparsaria Cênica

Espetáculo 'Experimento X' discute preconceito e dificuldades das mulheres transgêneros

Redação Bonde com Assessoria de Imprensa
22 mar 2016 às 17:30
Continua depois da publicidade

Um monólogo dentro do conceito de teatro musical vai retratar as tristezas, dúvidas e incertezas da vida de uma mulher transgênero, em cena num dos palcos do Festival de Teatro de Curitiba, na mostra Fringe.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

Com estreia prevista para o dia 24 de março na Comparsaria Cênica, o espetáculo "Experimento X" promete levar o público para o mundo de uma personagem que sofre dos mesmos dramas que uma transgênero passa, ao sentir-se dentro de um corpo e de uma condição social que a faz infeliz. Tudo isso em meio a clássicos do teatro musical interpretados pela personagem, misturados com humor e ironia.


O público conhecerá a história de Loretto Von Der Bausch, uma transexual apaixonada por musicais e que sonha em interpretar um espetáculo sobre sua vida. Porém, as condições sociais pelas quais passa a fazem ficar à margem da sociedade, algo comum a boa parte das transgêneros. O nome da personagem foi inspirado em uma bailarina argentina por quem Nelson Rodrigues foi apaixonado, segundo o criador do espetáculo, Bruno Lang. O sobrenome Bausch é de uma coreógrafa alemã, ‘Pina Bausch’, que representa a dança-teatro.


Durante a apresentação, a personagem mostra situações desde o nascimento e infância, até a vida adulta, em que passa por discriminação. Em uma das falas, o intérprete demonstra como Loretto se sentia ao frequentar a escola. Em tom irônico, a personagem diz: "todo mundo me achava muito engraçada. Eles riam de mim. Era divertidíssimo". O ator acrescenta que
quer "aproximar o público dessa realidade, apresentar que existe dessa forma, que acontece dessa forma [com algumas transexuais]". Mesmo com o drama, a personagem interage com humor com a plateia, em meio aos números musicais que interpreta.


Bea Fidalgo
Bea Fidalgo


Teatro verdade
A personagem é uma mistura dados ficcionais com os da vida de Lang. "Tem algumas informações sobre o que passei enquanto homossexual. Além disso, o teatro musical faz parte da minha vida", comenta. O tema surgiu durante seu curso de graduação em Dança. A ideia amadureceu em 2015, na apresentação do espetáculo Meandros, que a Comparsaria Cênica levou aos palcos do Festival de Teatro de Curitiba no ano passado. Para criar Loretto, ele também teve contato com algumas mulheres transexuais.

Continua depois da publicidade


De acordo com o diretor do espetáculo, Hélio de Aquino, trazer elementos biográfico dos atores é uma das características não só de "Experimento X", mas também de outros trabalhos da Comparsaria Cênica. "É a ideia do teatro verdade, de trazer aos palcos aquilo que é relevante ao criador para despertar o interesse do público. Se eu digo algo com verdade, isso será verossímil para a plateia", explica.


O nome do espetáculo, Experimento X, surgiu da ideia de tornar essa peça uma experiência na questão de gênero. Já a letra X, conforme explica Aquino, é uma referência à substituição dos artigos O e A por X, muito utilizado quando não se faz referência a gênero masculino ou feminino ao falar de uma pessoa. "A Loretto representa a diferença presente na sociedade e que vive à sombra. É o momento de dar luz a essa história, a essa figura", acrescenta.


Serviço:


Experimento X


Dias e horário: 24, 25 e 26 de março, às 21h


Local: Comparsaria Cênica – Rua João Tschannerl, 486, Vista Alegre, Curitiba


Intérprete-criador: Bruno Lang


Musicista: Bia Cervellini


Direção: Helio De Aquino

Ingressos: R$ 30 – à venda nas bilheterias do Festival de Teatro e na
Comparsaria Cênica, nos dias do espetáculo. Lotação limitada a dez pessoas
por apresentação.


Compartilhar nas redes:

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade