Pesquisar

Canais

Serviços

Divulgação/Flamengo
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Surto de contaminação

Pré-temporada do futebol brasileiro tem 22 casos de Covid na primeira semana

Folhapress
10 jan 2022 às 15:25
Continua depois da publicidade

O aumento dos casos de Covid-19 preocupa os clubes brasileiros neste início de pré-temporada. Na primeira semana de treinamentos após as férias de fim de ano, as principais equipes do país já apresentaram 22 resultados positivos para o vírus, segundo levantamento do UOL Esporte.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


Nesta semana, Corinthians, São Paulo, Flamengo, Fluminense, Grêmio, Internacional e Atlético-MG se reapresentam aos trabalhos, e há o receio de um surto de contaminações nos atletas. O Flu, por exemplo, confirmou nesta segunda-feira (10), em sua retomada, que o atacante Luiz Henrique e mais seis funcionários testaram positivo, casos que não estão inclusos no levantamento.

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade


Dos 12 clubes de maior torcida do Brasil, Palmeiras, Santos, Vasco, Botafogo e Cruzeiro iniciaram as atividades na semana passada. Todos eles, sem exceção, tiveram pelo menos um caso positivo para Covid-19. Por enquanto, a situação mais grave acontece na Vila Belmiro, com sete atletas e mais de 40 outros funcionários do clube infectados pelo vírus.


Rival do Santos, o Palmeiras também atravessa situação preocupante na pandemia. Por conta da disputa do Mundial de Clubes, o time alviverde antecipou o início da pré-temporada, mas até agora oito nomes do elenco tiveram de ser afastados após testarem positivo para Covid-19. Por conta da limitação de atletas, o técnico Abel Ferreira precisou recorrer aos garotos da Copa São Paulo para completar as atividades na Academia de Futebol.


No Rio, o Vasco apresentou cinco resultados positivos na primeira semana da pré-temporada, ainda sem contar o paraguaio Galarza e o equatoriano Cangá -contaminados durante o período de férias e já recuperados da doença. O Botafogo, que retorna à elite do Campeonato Brasileiro em 2022, tem o lateral Rafael e mais três funcionários afastados. Além deles, o presidente Durcesio Mello também testou positivo e cumpre o isolamento social.

Continua depois da publicidade


Na Toca da Raposa, o lateral-esquerdo Rafael Santos, reintegrado ao Cruzeiro após passagem pela Ponte Preta, foi o único caso detectado pelo departamento médico do clube.


Nesta semana, exceção ao Atlético-MG que se reapresenta no dia 17 de janeiro, as outras delegações retornam aos trabalhos em seus respectivos centros de treinamento e preparam uma série de protocolos mais rígidos do que os adotados na temporada passada para receber atletas, membros das comissões técnicas e funcionários.


O Flamengo, por exemplo, faz nesta segunda uma bateria de exames que incluem o teste rápido, o PCR e sorologia para detectar a presença do vírus. A pedido do recém-chegado Paulo Sousa, a delegação rubro-negra também passará por provas cardiológicas para pesquisar possíveis sequelas deixadas pela Covid. O Fluminense recebeu seus jogadores com uma triagem, o que lhe permitiu identificar sete casos.


Na capital paulista, Corinthians e São Paulo também se reapresentam nesta segunda. Nos últimos dias, a diretoria corintiana contratou uma empresa especializada para desinfectar todos os equipamentos do CT Joaquim Grava antes do retorno dos jogadores. O rival tricolor anunciou que faria os exames de Covid no sistema drive-thru.


Os gaúchos Grêmio e Internacional retornam, respectivamente, nesta segunda e terça (11) aos trabalhos e farão todos os testes em suas delegações antes de dar início aos treinos de pré-temporada. Além dos jogadores, todos os funcionários envolvidos com o dia a dia das atividades nos centros de treinamentos serão testados e monitorados.

Veja mais vídeos sobre esportes

Continue lendo