Pesquisar

Canais

Serviços

Reprodução/COB
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Após 2º ouro seguido

Rafael Silva esquenta briga por vaga olímpica no judô

Agência Estado
14 mar 2016 às 15:06
Continua depois da publicidade

Campeão no Aberto de Buenos Aires, no domingo, e no de Lima, uma semana antes, Rafael Silva esquentou a briga pela convocação para os Jogos Olímpicos do Rio no peso pesado. Ainda que os torneios da série Open sejam os menos valiosos para o ranking olímpico, o 'Baby' conquistou todos os 200 pontos possíveis e, tão importante quanto, mostrou estar de volta à boa forma.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

Com os resultados no giro sul-americano do Circuito Mundial, Baby alcançou 899 pontos no ranking olímpico, que já leva em consideração o peso correspondente de cada resultado ao fim da corrida olímpica. David Moura aparece cerca de 200 pontos à frente, com 1.091. Enquanto Rafael Silva se recuperava de lesão, o mato-grossense foi ao pódio de dois eventos da série Grand Slam e ganhou o Aberto de Sofia.

Continua depois da publicidade


A Confederação Brasileira de Judô (CBJ) já avisou que vai priorizar o ranking como critério na hora de definir os convocados para a Olimpíada, ainda que considere outros fatores. Até o Rio-2016, entretanto, o calendário prevê mais de 10 torneios internacionais, incluindo o Campeonato Pan-Americano (400 pontos ao campeão) e o Masters (700), além de dois Grand Slams (500).


Os resultados em Buenos Aires proporcionaram outras mudanças importantes no ranking olímpico. Na categoria feminina até 63kg, a mais fraca do judô brasileiro, Ketleyn Quadros ganhou prata na Argentina e passou Mariana Silva por cinco pontos: 371 a 366. Na masculina até 90kg, Eduardo Bettoni agora está dois pontos atrás de Tiago Camilo: 388 a 390. Marcelo Contini reduziu a nove pontos a vantagem de Alex Pombo na até 73kg (494 a 503), enquanto na até 100kg Rafael Buzacarini aparece a 23 de Luciano Corrêa.

Continua depois da publicidade

Pelo ranking olímpico, os melhores do País são atualmente: Eric Takabatake (60kg), Charles Chibana (66kg), Alex Pombo (73kg), Victor Penalber (81kg), Tiago Camilo (90kg), Luciano Corrêa (100kg), David Moura (+100kg), Sarah Menezes (48kg), Erika Miranda (52kg), Rafaela Silva (57kg), Ketleyn Quadros (63kg), Maria Portela (70kg), Mayra Aguiar (78kg) e Maria Suelen Altheman (+78kg).


Veja mais vídeos sobre esportes

Continue lendo