Pesquisar

Canais

Serviços

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade

Como Conquistar o Primeiro Emprego

Viviane Rodrigues
26 out 2007 às 11:00
Continua depois da publicidade

O trabalho oferece ao cidadão a oportunidade de se tornar gestor do seu próprio desenvolvimento, e para quem busca o primeiro emprego significa também conquistar a independência financeira (colaborar com as despesas da família), participar de outro grupo social, ser reconhecido e valorizado pelos talentos que possui e assumir mais responsabilidades na vida. Ou seja, o trabalho oferece inúmeras possibilidades a quem o conquista.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

Porém, existe uma crise que ronda a busca pelo primeiro emprego. São 3,5 milhões de desempregados na faixa etária de 16 à 24 anos ( 45% dos 7,7 milhões de desempregados em todo o país) e desse total 479 mil buscam o primeiro emprego, segundo dados do Ministério do Trabalho e Emprego.

Continua depois da publicidade


De fato, são dados alarmantes, mas permanecer olhando só para eles não trará o sonhado emprego. O caminho para o sucesso então está em mudar o foco e conhecer profundamente o negócio chamado "Empregabilidade". Este novo olhar conduzirá o candidato a descobrir e se preparar para atender às exigências do mercado de trabalho.


Por tratar-se normalmente do primeiro contato com o ambiente profissional, tudo é desconhecido para o jovem candidato. Como lidar com esta realidade? A seguir várias dicas importantes. Confira!!

Continua depois da publicidade


Para ter sucesso o candidato ao primeiro emprego deverá:


1º) Buscar Informações: Cercar-se de boas informações sobre o ambiente de trabalho, a empregabilidade, o mercado de trabalho e como atender as necessidades da futura empresa-contratante trará segurança e familiaridade com o assunto. Para isso, o jovem candidato poderá recorrer a:
- sua rede de contatos com pessoas empregadas (amigos, parentes, professores, etc);
- leitura de artigos em revistas especializadas, jornais, sites e livros;
- visita a algum ambiente profissional (através de estágios, trabalhos voluntários, solicitação de ajuda a algum dos seus contatos, criando a oportunidade para a visita) ** empresas, ONGs, instituições públicas, instituições de ensino, etc;
- troca de idéias com órgãos que têm relação com o assunto (Agências de Emprego - municípios, Ministério do Trabalho e Emprego – governo federal, Secretaria do Trabalho, Emprego e Promoção Social – governo estadual, Delegacia Regional do Trabalho ou posto do SINE – Sistema Nacional de Empregos).


2º) Estar aberto às oportunidades que surgirem: É fundamental saber valorizar a conquista da primeira oportunidade de trabalho. Muita exigência pode dificultar o encontro dessa primeira chance. Porém, estando empregado é importante investir em uma melhor formação para melhorar as próximas oportunidades de recolocação profissional.


3º) Montar um curriculum que destaque as suas atuais habilidades e vivências e que atenda as expectativas da empresa recrutadora: Apesar de não apresentar experiência profissional, o curriculum do candidato ao primeiro emprego é valorizado quando tem uma boa apresentação visual, demonstra as habilidades da pessoa e está adequado às necessidades da empresa contratante. Uma boa apresentação visual é quando o curriculum é elaborado de uma forma organizada, enxuta, com no máximo duas páginas, impressão original em papel branco ou cores claras, sem exageros no negrito e sublinhado, com relatos breves dos pontos fortes, etc. Na descrição das habilidades pessoais devem ser mencionadas conquistas que podem auxiliar na execução do trabalho (ótima redação, orador de turma, esportista, etc), atuação na comunidade (igreja, grupo de escoteiros, associação de bairros, etc), cursos (idiomas, informática, noções administrativas e comportamentais), trabalho voluntário, outras áreas de conhecimento (facilidade com o português, matemática, digitação, internet, certos programas de informática, criatividade) e experiências com outras culturas (viagens ao exterior).


4º) Assumir atitudes que supram a ausência de experiência profissional: É fundamental que o candidato, durante a entrevista de seleção, cuide principalmente da sua postura e apresentação pessoal. Assim, é importante cuidar da higiene pessoal (cabelos tratados e bem cortados, barba cuidada, transpiração controlada, unhas bem cortadas, maquiagem apropriada para a ocasião) e evitar: decotes, saias curtas, tênis, bermuda, roupas muito justas e acessórios que chamem muito a atenção. A opção correta é observar como a maioria dos colaboradores da empresa se vestem e adotar um traje semelhante, geralmente formal. Agora o que mais impacta e causa sucesso na entrevista é mostrar para o recrutador que o candidato possui: vontade para trabalhar, interesse em aprender e crescer, flexibilidade e abertura às mudanças e ao novo, boas informações sobre a empresa e boas condições para atender as exigências e necessidades da vaga em aberto.


5º) Atentar-se às oportunidades que contribuem para o aumento da sua empregabilidade: São elas: - Voluntariado (Prestar serviços voluntários, além de fazer o bem a quem recebe e trazer paz ao coração, tem se mostrado como grandes chances para os jovens desenvolverem habilidades de liderança, trabalho em equipe, comunicação verbal e relacionamento interpessoal, pelo fato de assumirem postos que normalmente não tem oportunidade de assumir em outros lugares); - Tornar-se conhecido (O candidato não precisa ficar aguardando surgir uma oportunidade para conhecer e se apresentar à empresa que gostaria de trabalhar. Pode entrar em contato com a área de Recursos Humanos da empresa, por exemplo, e solicitar o agendamento de uma visita, destacando a importância de poder conhecer de perto este ambiente de trabalho); - Carta de Agradecimento (No dia seguinte à entrevista, o candidato pode enviar uma carta ou e-mail para o entrevistador agradecendo a oportunidade. Dizendo que aprendeu muito durante a entrevista e reiterando que se sente ainda mais motivado em fazer parte daquela empresa); - Atender Necessidades (O candidato pode descobrir o que ninguém faz na empresa e que acredita que poderia realizar e contribuir e passar a oferecer esses serviços); - Uso adequado do ORKUT, BLOG e MSN (Esses canais de comunicação já se tornaram grandes vitrines para os recrutadores conhecerem um pouco mais as pessoas que desejam trabalhar em suas empresas. Assim, é necessário tomar muito cuidado com tudo que se escreve e se publica nestas redes de contato. Participar de comunidades que são avessas ao ambiente de trabalho ou à determinados tipos de pessoas geralmente queimam a imagem do futuro profissional ("Sou muito desorganizado", "Odeio pessoas baixas", "Não gosto de acordar cedo", etc) e certas fotos também podem dificultar qualquer contratação (bebedeira, intimidade excessiva, etc).

Para finalizar, o mais importante:
O CANDIDATO DEVE ACREDITAR NO SEU POTENCIAL E DEFINIR O QUE QUER E ONDE PRETENDE CHEGAR!! Isso é o que mais o conduzirá ao sucesso!!


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade