Pesquisar

Canais

Serviços

Reprodução/Pixabay
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Cuidado!

Saiba como controlar a população de pulgas e carrapatos nos ambientes

Redação Bonde com Assessoria de Imprensa
03 jun 2020 às 09:49
Continua depois da publicidade

Com a extensão da quarentena em algumas cidades do Brasil, muitas pessoas estão buscando nos pets uma companhia para o período de isolamento.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

Segundo ONGs (Organizações Não Governamentais) protetoras de animais, desde abril, houve um aumento de 50% nas procuras por cães e gatos para adoção. Neste cenário, os tutores devem estar atentos a alguns cuidados para garantir o bem-estar do novo companheiro e adaptá-lo à rotina da casa, como a prevenção de pulgas e carrapatos nos ambientes.

Continua depois da publicidade


"As pulgas consomem cerca de 15 vezes o seu peso em sangue. Por isso, podem causar anemia, a queda da imunidade, possibilitando a instalação de doenças oportunistas nos animais, como DAPP (Dermatite Alérgica à Picada de Pulga), estresse, verminoses, zoonoses e eczemas", explica Maria Fernanda Zarzuela, bióloga e especialista em suporte técnico da Bayer.


Para que a proteção contra estas pragas seja devidamente eficaz, as pessoas devem conhecer os modos de ação tanto de medicamentos veterinários, como de produtos para o controle destes parasitas no ambiente.

Continua depois da publicidade


"O ciclo de vida das pulgas tem quatro fases: ovo, larva, pupa e adulta. A fase que vemos no animal é apenas a adulta, que representa 5% da infestação. As formas jovens são as 95% restantes e estão nos lugares onde o animal vive", explica Maria Fernanda.


As pulgas podem ser encontradas dentro das residências em locais abrigados de luz e altas temperaturas: fendas do assoalho de taco, no rodapé e, principalmente, no fundo de tapetes, carpetes e cantos de cama. Em áreas externas elas também são encontradas em canis, ninhos, caminhas de animais e caixas de areia, por exemplo.


Mesmo não sendo fácil a identificação destas pragas no ambiente - por elas serem muito pequenas e imperceptíveis a olho nu - existe outra forma de enxergar a infestação: encontrando as fezes das pulgas.


"As fezes das pulgas podem ser vistas em várias partes do corpo dos pets, como na barriga, no dorso, na base da orelha e do rabo. A detecção destas pragas também pode ser feita por meio da observação dos animais, verificando o aumento da frequência e intensidade do prurido nas regiões afetadas, perda de pelos, feridas e manchas vermelhas na pele", completa a bióloga.


Como controlar a infestação no ambiente?


Para eliminar os ovos destes parasitas, a utilização de um aspirador de pó é recomendada em todas as frestas e fendas do piso, estofamentos e tapetes - onde os ovos ficam escondidos. Lembrando que o saco do aspirador de pó deve ser descartado ou higienizado após a utilização para que não ocorram novas infestações.

"Seguindo as recomendações da bula, é importante a aplicação de um inseticida em pó dentro do saco do aspirador para se obter melhores resultados. Para este controle, a Bayer oferece o K-Othrine versão em Pó Deltametrina , o produto já vem pronto para uso, sendo resistente à água e à umidade", finaliza Maria Fernanda.


Continue lendo