Pesquisar

Canais

Serviços

Pexels
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Crianças e adolescentes

Campanha de Multivacinação aplicou 8.657 doses em Londrina

Redação Bonde com N.com
27 out 2021 às 17:45
Continua depois da publicidade

Ao longo do mês de outubro, a Prefeitura de Londrina realiza a Campanha de Multivacinação para crianças e adolescentes, com o objetivo de atualizar a carteira de vacinação da população de zero a 15 anos incompletos. Nesta quarta-feira (27), a SMS (Secretaria Municipal de Saúde) divulgou o balanço preliminar da campanha, que registrou 8.657 doses aplicadas até o dia 26 e encerra na cidade nesta quinta-feira (28).

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


O levantamento da SMS detalha que o público de 0 a 1 ano recebeu 4.009 doses; de 1 a 4 anos, 2.859 doses. Dentre as crianças de 5 anos a adolescentes menores de 15 anos, foram aplicadas 1.789 doses. Só no Dia D da campanha, realizado em um sábado (16), foram vacinados 1.459 crianças e adolescentes.

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade


As vacinas são oferecidas de segunda a sexta-feira em todas as UBSs (Unidades Básicas de Saúde) – exceto as unidades exclusivas para pacientes respiratórios e de vacinação Covid-19.


Segundo o Calendário Básico do Ministério da Saúde, 18 vacinas são aplicadas nas crianças do nascimento até o início da adolescência. Disponibilizadas pelo PNI (Programa Nacional de Imunizações), essas vacinas protegem contra doenças graves, que podem deixar sequelas ou até mesmo levar a óbito.


As doenças que podem ser evitadas por meio da vacinação são sarampo, caxumba, rubéola, tétano, coqueluche, hepatites A e B, tétano, poliomielite, diferentes pneumonias e infecções pelo vírus HPV, entre outras. O número de doses varia de acordo com o imunizante, e alguns exigem dose de reforço.

Continua depois da publicidade


De acordo com a diretora de Vigilância de Saúde da SMS, Fernanda Fabrin, de modo geral, todas essas vacinas estão com baixa cobertura. “É muito importante que todos estejam com a carteira de vacinação atualizada, evitando a disseminação dessas doenças preveníveis pela vacinação inclusive no ambiente escolar. Quem não puder receber suas vacinas durante a campanha poderá procurar a UBS mais próxima da residência em qualquer outra data, porque elas são oferecidas regularmente, o ano inteiro”, frisou.

Continue lendo