06/05/21
PUBLICIDADE
Vacinação

Consórcio da OMS vai entregar ao Brasil 800 mil doses da Pfizer em junho, diz governo

Pixabay
Pixabay


O consórcio Covax Facility, iniciativa vinculada à OMS (Organização Mundial de Saúde), informou ao governo brasileiro que entregará em junho um lote de 842.400 doses da vacina contra a Covid-19 fabricada pela Pfizer.


A informação foi confirmada em nota conjunta do Itamaraty e do Ministério da Saúde.

Os imunizantes devem ser contabilizados na previsão total de 42,5 milhões de doses que o Brasil tem contratado com a Covax Facility.

Até o momento, o país recebeu 1 milhão de doses da empresa AstraZeneca por meio do consórcio internacional. Existe uma previsão de que 8 milhões de vacinas do mesmo laboratório cheguem em maio, mas o cronograma pode atrasar por problemas técnicos com a fábrica fornecedora, localizada na Coreia do Sul.

O consórcio da OMS distribui as vacinas a partir de lotes ofertados pelas fabricantes.

O governo brasileiro tem contrato direto com a farmacêutica americana para o recebimento de 100 milhões de doses até o final do ano, para além do lote fornecido pela Covax Facility.

O contrato foi assinado após meses de negociações, o que motivou críticas contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Conforme o jornal Folha de S.Paulo publicou, o governo brasileiro rejeitou em 2020 ao menos três propostas da Pfizer que previam entrega de 70 milhões de doses de vacinas até dezembro deste ano. Desse total, 3 milhões estavam previstos até fevereiro, o equivalente a cerca de 20% das doses já distribuídas no país na ocasião.

Antes de anunciar o acordo, o governo vinha fazendo críticas à empresa, alegando que cláusulas "leoninas" impediam o contrato.

A principal crítica era em relação a uma cláusula que previa isenção de responsabilidade da empresa em caso de eventos adversos da vacina –exigência já usada em outros países.

De acordo com especialistas, o fato de o Brasil finalmente ter fechado o contrato facilita o recebimento de doses adicionais pela Covax Facility, uma vez que a farmacêutica americana demanda compromissos semelhantes no mecanismo.

Além da OMS, participam da aliança da Covax a Coalizão para Promoção de Inovações em prol da Preparação para Epidemias, a Aliança Mundial para Vacinas e Imunização e o Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância).
Ricardo Della Coletta e Natália Cancian - Folhapress
Continue lendo
Entenda!

Planos de saúde dizem que internações de pacientes jovens elevaram custo de UTI

06 MAI 2021 às 15h34
Sputnik Light

Rússia aprova nova versão da vacina Sputnik V de dose única

06 MAI 2021 às 14h42
Atualização

Enfermarias Covid-19 estão 45% ocupadas no HU de Londrina, mas UTI para o vírus atinge 99% de uso

06 MAI 2021 às 11h57
Zé gotinha

Crianças de 06 meses a 5 anos se vacinam contra gripe em Rolândia nesta quinta e sexta

06 MAI 2021 às 11h16
Mais um grupo

Gestantes com comorbidades se vacinam neste sábado em Cambé

06 MAI 2021 às 10h03
Coronavírus

Brasil registra 2.791 mortes por Covid em 24 horas

06 MAI 2021 às 09h22
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados