06/04/20
32º/19ºLONDRINA
PUBLICIDADE
|
Cuidado com a alimentação

Como a marmita pode ser uma aliada para reduzir a obesidade infantil

Segundo a Organização Mundial de Saúde, a obesidade infantil é um dos problemas de Saúde Pública mais graves do século XXI, tendo já se tornado uma epidemia. Chega a ser preocupante pelo fato de gerar problemas de saúde como o déficit de crescimento, o adiantamento da puberdade e aumentar o risco do desenvolvimento precoce de doenças crônicas, antes vista somente em adultos. Além disso, acaba afetando a autoestima e o aprendizado da criança na escola.

Sabemos que uma série de fatores está relacionada ao surgimento do problema, como distúrbios hormonais e doenças genéticas; mas é principalmente devido ao sedentarismo e aos maus hábitos alimentares que a obesidade infantil se manifesta. Torna-se, portanto, indispensável para os pais intervirem na alimentação dos pequenos.


Eles devem prestar atenção se a alimentação habitual de seus filhos é rica em fast foods, alimentos industrializados, bebidas açucaradas, doces e frituras. Todos esses alimentos representam uma deliciosa tentação na hora de escolher o que oferecer para os pimpolhos comerem, pois são também mais baratos e práticos, e apresentam uma infinidade de opções atraentes ao paladar infantil. No entanto, são justamente os alimentos que irão viciar, engordar, desnutrir e adoecer suas crianças.

A dica nutricional mais importante é planejar e proporcionar as refeições dos pequenos com alimentos frescos e naturais, cada vez menos presentes na alimentação infantil. Isso se faz bastante útil tanto no caso de crianças que fazem as refeições em casa quanto daquelas que precisam levar os alimentos para comer na escola e nos intervalos de suas atividades fora de casa.

Para driblar esse problema e conseguir oferecer uma alimentação mais fresca e balanceada, deve-se preparar os alimentos de forma caseira utilizando menos sódio, menos gorduras de origem animal, poucos açucares e quase nada de conservantes. Assim, além de conseguir controlar a qualidade, controla-se também a procedência da comida que seus filhos irão ingerir.
Para crianças que necessitam levar a refeição de casa, uma ótima ideia é optar pelas marmitas multifuncionais onde há a possibilidade de acomodar frutas, verduras, legumes, lanches naturais, iogurtes e demais alimentos saudáveis de maneira divertida em potinhos.

Quanto ao transporte, o ideal é que seja realizado em bolsas térmicas adequadas, como as da Barbell Brasil, que mantêm os alimentos frescos por até doze horas e os quentes por até quatro horas em compartimentos isolados. Assim, mesmo os alimentos que são sensíveis à variação de temperatura podem fazer parte da programação alimentar, garantindo o crescimento e o desenvolvimento saudável.

Por último, lembre-se que a melhor forma de ensinar é pelo exemplo. Assim, seja você um bom modelo ao comer uma variedade de alimentos saudáveis e manter-se fisicamente ativo.
Redação Bonde com Assessoria de Imprensa
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Continue lendo
13 mortes e 466 casos
Paraná registra três novas mortes por Covid-19 e 21 novos casos
06/04/2020 15:11
Só o começo
Dimensão da pandemia no Brasil será percebida nas próximas semanas
06/04/2020 10:56
Ciência brasileira
Pesquisadores da USP desenvolvem ventilador pulmonar de baixo custo
06/04/2020 09:57
Mais de 9 mil mortes
Coronavírus: Estados Unidos têm mais de 1.200 mortes em 24 horas
06/04/2020 09:45
Vitamina D
Mesmo com isolamento, exposição moderada ao sol não deve ser esquecida
06/04/2020 08:11
Veja mais e a capa do canal