Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Alimento saudável

Nutritivas, barrinhas são opção prática para o lanche

Redação Bonde
09 jun 2011 às 10:02
Prefira barrinhas orgânicas sem agrotóxicos, corantes ou glúten. As de frutas com linhaça e quinua adoçadas com mel são ideais - Reprodução
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Não há como negar, as barrinhas de cereais já foram incorporadas à alimentação dos brasileiros. Fáceis de transportar, elas se tornaram um alimento prático para manter uma dieta saudável em meio à correria do dia a dia.

No entanto, é preciso cuidado na hora de consumir o produto, pois como qualquer outro alimento que fornece energia (carboidratos) a barra de cereais tem que ser consumida com moderação. "A barrinha de cereais não tem qualidades suficientes para nutrir as células, que precisam de 45 tipos diferentes de nutrientes, mas são ótimas para os lanches intermediários, que fazemos no intervalo entre as principais refeições", explica a nutricionista Silvia Regina Serra.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Assim como as frutas e iogurtes, as barrinhas são indicadas para lanches como alternativa de variar o cardápio. Em geral, elas oferecem um conjunto de nutrientes, por isso ganharam status de alimento saudável.

Leia mais:

Imagem de destaque
Dia da Mentira

Confira cinco mentiras sobre alimentação que sempre te contaram

Imagem de destaque
Anvisa

Relatório aponta que 28% dos alimentos industrializados têm sódio em excesso

Imagem de destaque
Para um melhor desempenho

Conheça os nove nutrientes essenciais para evitar fome e cansaço pós-treino

Imagem de destaque
Rotina alimentar

Além do aspartame, OMS considera carne vermelha e outros alimentos como "possivelmente cancerígenos"


Para uma refeição equilibrada um sanduíche composto, por exemplo, por 2 fatias de pão de centeio, 6 fatias de peito de peru e folhas de alface, forneceriam cerca de 30g de carboidrato, 16g de proteína e pouco menos que 10g de gordura. Uma barra de cereais pode fornecer quantidades semelhantes, porém os micronutrientes são diferenciados.

Publicidade


A composição nutricional das barrinhas depende muito de cada produto, uma vez que a variedade no mercado é bastante ampla. "Uma dica é optar por barras de cereal orgânicas, livre de agrotóxicos, conservantes, corantes e glúten. Prefira barrinhas de frutas, ricas em ferro, e também com ingredientes benéficos para a saúde como a quinua. Outra dica é preocupar-se com a quantidade de açúcar, prefira alimentos adoçados com mel", reforça a nutricionista.


Por ser uma fonte de energia, o consumo desse alimento também é recomendado antes ou depois da prática de atividades físicas. Rica em fibras, a barra de cereais ainda contribui para regulação da função intestinal e prolonga a sensação de saciedade.

Publicidade


Tipos de barras de cereais


Com fibras – Predominam na composição os carboidratos de absorção rápida (glicose). Caracterizam-se pelo alto teor de fibras, por isso recomenda-se o consumo no intervalo das refeições, como lanche. O correto também é usá-las após exercícios, já que o alto teor de fibras acelera o trabalho digestivo no momento em que a prioridade do organismo é o trabalho muscular. Em média, essas barras possuem 100 calorias e 20g de carboidratos.

Publicidade


Proteicas - Ideais para a recuperação muscular ou para melhorar o funcionamento do organismo. Não são indicadas para indivíduos que não fazem atividade física, porém podem ser incluídas caso alguma refeição seja omitida, como almoço ou jantar.


Diets e lights - Essas barras satisfazem o paladar que não deve consumir calorias em excesso. Possuem menos de 20g de carboidrato, o que equivale à 1 fatia de pão. Em comparação à barra fibrosa, a baixa quantidade de gordura é um ponto positivo.


"Não recomendo esse tipo de barra, pois a maioria contém conservantes. É preciso muito cuidado na hora de escolher, principalmente os diabéticos", aconselha Silvia Regina.

Serviço:
www.organicashop.com.br


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade