07/04/20
32º/19ºLONDRINA
PUBLICIDADE
|
Especialista comenta

Qual o melhor tipo de sal para a sua saúde?

A maioria das pessoas sabe que existem muitos tipos de sal, de diversas cores e vários preços. Entretanto, qual é a melhor opção para a saúde?

Reprodução/Pixabay
Reprodução/Pixabay


Segundo o nutrólogo Alexander Gomes de Azevedo, o que todo mundo deve saber é que todos os tipos são sais. O especialista aponta que a mudança está na quantidade de sódio e de outros minerais que compõem o produto.

"O sal refinado ou sal de cozinha é o mais utilizado na culinária. Esse tipo de sal é processado para retirar as impurezas e deixar fino e bem branco e esse tipo de refinamento reduz os minerais, além de apresentar uma grande quantidade de sódio. Sabe-se que, em 1 g de sal, há 400 mg de sódio. Já o sal do Himalaia que recebeu esse nome por ser da região do Himalaia, além de ser considerado um sal puro que possui mais de 80 minerais como cálcio, magnésio, potássio, cobre e ferro e, devido a isso, os cristais tem um tom rosado. Possui menos sódio, já que, em 1 g de sal, há 230 mg de sódio”, pontua o médico.

Sobre o consumo diário de sal, o especialista aponta que, em média, um adulto saudável deve ingerir 2,4 g de sódio por dia, o que equivale a 6 g de sal refinado.

De acordo com o profissional da saúde, pessoas hipertensas devem consumir o mínimo de sal possível. Entretanto, como o consumo é inevitável, os tipos mais indicados para esse grupo de pessoas são os que apresentam menos sódio.

"O Bio Salgante é um tipo de sal utilizado por hipertensos. Esse tipo apresenta baixo teor de sódio”, afirma o nutrólogo.

O sal marinho também é formado por cloreto de sódio e obtido a partir da evaporação da água do mar. No entanto, ele não passa pelo processo de refinamento, o que faz com que mantenha os minerais e nutrientes e dispense a adição de outros ingredientes químicos. De acordo com Azevedo, o sal do Himalaia é o mais completo e com mais nutrientes:

"Além de atuar no equilíbrio hidroeletrolítico e estabilizar o pH corporal (acidez/alcalinidade), o sal do Himalaia leva água e nutrientes para dentro e para fora das células, contribui para regular a pressão arterial e ajuda o cérebro a se comunicar com os músculos e a comandar os movimentos. A recomendação diária de um adulto é de até 6 g para qualquer tipo de sal”.

Existem diversos produtos no mercado como sal refinado, sal marinho, sal grosso, flor de sal, Bio salgante e outros.

"Cada tipo de sal apresenta suas particularidades, uns mais saudáveis que os outros. Entretanto, a maior recomendação é moderação mesmo que as pessoas não sejam hipertensas, já que o consumo exacerbado pode provocar um aumento na pressão de todos”, afirma o nutrólogo.

Azevedo finaliza com um alerta preocupante: "O brasileiro consome sal muito mais do que a recomendação da OMS (Organização Mundial da Saúde) prediz. Geralmente, as pessoas consomem mais que o dobro do recomendado, seja em alimentos industrializados ou no sal de mesa”.
Redação Bonde com Assessoria de Imprensa
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Continue lendo
Ministério da Saúde
Covid-19: Brasil tem 553 mortes e 12 mil casos confirmados
06/04/2020 23:39
Saiba mais
Mandetta diz que continua no cargo de ministro da Saúde
06/04/2020 23:33
562 suspeitos
Maringá tem 38 casos confirmados de coronavírus
06/04/2020 19:43
Duas crianças internadas
Londrina tem 55 casos de Covid-19 confirmados e 57 em investigação
06/04/2020 19:11
Covid-19
Especialistas iniciam estudo com plasma sanguíneo
06/04/2020 17:17
Veja mais e a capa do canal