Pesquisar

Canais

Serviços

Ricardo Chicarelli/LEC
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Galera

Torcida é a última esperança do Londrina na série B

Lucio Flávio Cruz
21 out 2021 às 15:31
Continua depois da publicidade

O ponto alto do empate do Londrina com o Goiás foi a participação do torcedor alviceleste. Os poucos mais de 1,5 mil torcedores que foram ao Café empurraram o time do primeiro ao último minuto e mesmos frustrados com o 0 a 0 aplaudiram o time no final. 

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


O apoio da torcida é a última fagulha de esperança do time para se manter na série B. Já que a cada rodada vai ficando evidente a limitação técnica do elenco e a incapacidade de reagir na competição. Caberá ao torcedor levar o time para as vitórias necessárias para evitar uma nova queda para a série C. 

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade


Foi o maior público do LEC desde que o estádio do Café foi reaberto após o fim das restrições da pandemia da Covid-19. Mesmo não sendo um número expressivo, a torcida fez a diferença e cantou o tempo todo. Os jogadores reconheceram o apoio e salientaram que a vibração da arquibancada interferiu no desempenho em campo. 


O torcedor do Londrina sabe da realidade do seu time e compreende o momento da equipe. Precisa deixar para trás a decepcionante campanha nesta série B e apoiar o clube de forma incondicional nas três últimas partidas em casa contra Cruzeiro, Ponte Preta e Vasco. 


Só mesmo o grito que vem da arquibancada pode fazer este time jogar mais do que pode, de se superar e de buscar forças de onde não tem para conseguir os resultados positivos. Sem este combustível, a queda para a terceira divisão é iminente. 

Continua depois da publicidade


A torcida do Londrina sempre foi muita sofrida. Seja nos longos anos sem títulos e convivendo com administrações desastrosas e falta de dinheiro. E mesmo nos últimos anos, quando as conquistas e acessos voltaram, mas aí apareceram o descaso com o público e a imposição de um distanciamento torcida/cidade/clube por parte de quem comanda o futebol alviceleste.


Mas o torcedor alviceleste sempre foi fiel e jamais abandonou o time do coração, mesmo nos piores momentos. E agora não será diferente. Ele sabe que só a sua energia pode evitar uma nova queda. E que o grito e o apoio da arquibancada possam atingir diretamente cada jogador do clube nestas sete rodadas decisivas. 



Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade