Pesquisar

Canais

Serviços

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade

PDT envia nota defendendo rádio do prefeito

09 dez 2011 às 18:50
Continua depois da publicidade

O diretório do PDT em Londrina enviou uma nota de esclarecimento à imprensa, nesta sexta-feira (9), falando sobre a conclusão dos trabalhos da chamada CEI da Centronic, a comissão que investigou, por meses, contratos firmados entre a prefeitura e a empresa de vigilância.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

Pelo relatório final, os vigilantes da Centronic teriam trabalhado na rádio Brasil Sul, de propriedade do prefeito Barbosa Neto (PDT), mas recebido dinheiro público, previsto no contrato que a empresa possuía com a prefeitura. O relator da CEI, vereador Rony Alves (PTB), pede que Barbosa seja investigado por uma Comissão Processante (CP). No entendimento dele, o prefeito sabia das irregularidades.

Continua depois da publicidade


Na nota enviada à imprensa, o PDT defende Barbosa das acusações. "Vê-se que a conclusão contida no relatório da denominada CEI-CENTRONIC, além de absolutamente equivocada, contraria todos os elementos de informação colhidos, especialmente aqueles que comprovam cabalmente a existência de duas relações contratuais distintas, legítimas e lícitas, sendo uma entre a Rádio Brasil Sul e a empresa Centronic, e outra entre esta e a Prefeitura Municipal de Londrina", diz.


Além de defender os "interesses" de Barbosa e, consequentemente, da Prefeitura de Londrina, a nota do PDT separa um parágrafo para falar sobre a rádio Brasil Sul. Apesar de particular e independente de qualquer partido político, o veículo de comunicação ganha atenção especial no documento pedetista. "Atendendo requisição da própria CEI, a Rádio Brasil Sul comprovou, por mais de uma ocasião e por meio de farta e legível documentação, que formalizou com a Centronic, em 15 de maio de 2009, contrato de permuta de serviços, cuja vigência se deu até 15 de maio de 2010. Força dessa relação contratual, coube à Centronic a prestação de serviços de vigilância e, à Rádio Brasil Sul Ltda., a prestação de serviços consistentes de veiculação radiofônica de publicidade, obrigações que foram cumpridas por ambos e que também foram comprovadas junto à CEI."

Continua depois da publicidade

Quem assina a nota é o advogado Luiz Carlos Mendes, pedetista de 'carteirinha' e responsável por defender Ana Laura Lino, esposa de Barbosa Neto e diretora da rádio de propriedade dele.


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade