Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
160% de ocupação

Atendimentos no pronto-socorro do HU de Londrina seguem suspensos devido à superlotação

Redação Bonde com Assessoria de Imprensa
25 mar 2024 às 11:30
- Divulgação/Agência UEL
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

A Diretoria Clínica do HU-UEL (Hospital Universitário de Londrina) informa que os atendimentos no pronto-socorro médico, cirúrgico e ortopédico continuam suspensos nesta segunda-feira (25). Conforme o hospital, a restrição ainda é necessária por conta da superlotação de 160% de ocupação. 


De acordo com o hospital, a superlotação é um reflexo da lotação dos demais hospitais do Município e da região, que acabam encaminhando mais pacientes para o HU, que só iriam em casos de média ou alta complexidade.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


A diretoria informa que, com a superlotação, será dada prioridade aos atendimentos da rede de urgência e emergência, conforme a classificação de risco. 

Leia mais:

Imagem de destaque
Mais de R$ 22 mil

Prefeitura de Londrina é condenada a indenizar vítima que caiu com carro na obra da trincheira

Imagem de destaque
Na próxima semana

Osuel e banda Terra Celta devem reunir seis mil pessoas na UEL

Imagem de destaque
Em nota

Sobre paralisação na UEL, Secretaria diz que reajuste chegou a 20% em 2023

Imagem de destaque
Data de vencimento próxima

Doses de vacina contra dengue de Londrina são enviadas para Paranavaí


Os demais casos serão encaminhados às UPAs (Unidades de Pronto Atendimento), UBSs (Unidades Básicas de Saúde) e hospitais secundários do sistema de saúde de Londrina. 

Publicidade


Imagem
Londrina: HU suspende atendimentos no pronto-socorro devido à superlotação
A Diretoria Clínica do HU-UEL (Hospital Universitário de Londrina) informou na tarde desta quinta-feira (21) que os atendimentos para procura direta no pronto-socorro médico, cirúrgico e ortopédico estão suspensos


Apesar das restrições, a instituição está retomando o Plano de Contingência, que inclui a retomada parcial da programação de cirurgias eletivas e a otimização do uso dos leitos disponíveis. 


O objetivo da retomada é garantir que os pacientes internados e em atendimento recebam cuidados de qualidade, mesmo diante das dificuldades causadas pela alta demanda.

Publicidade


O Hospital Universitário informa que, assim que a situação se normalizar, o fluxo de atendimento será reavaliado. 


"É necessário reforçar o compromisso com a prestação de serviços de saúde terciária, especialmente no tratamento de casos complexos, como parte essencial da missão institucional na Rede de Urgência e Emergência e Central de Leitos Regional", diz a nota emitida pela instituição.


Na manhã desta segunda-feira, cerca de 120 pacientes estavam em atendimento no HU. A capacidade de leitos é de 75.


Imagem
Amplamente adotado, fumacê tem eficácia questionada e pode fazer mal à saúde
Estratégia amplamente adotada por prefeituras e governos dos estados para o combate à dengue, o fumacê contém substâncias que fazem mal à saúde e tem eficácia questionada por especialistas.
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade