Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Medida preventiva

Aulas da UEL são suspensas por suspeita de gripe A

Marilayde Costa - Redação Bonde
25 jun 2009 às 15:43
- Arquivo Folha
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Ao invés de fechar somente o Restaurante Universitário (RU) como havia sido proposto inicialmente, o Conselho Administrativo da Universidade Estadual de Londrina (UEL) determinou a suspensão das aulas e atividades administrativas nos próximos cinco dias. Não haverá aulas nem expediente administrativo a partir da manhã desta quinta-feira (25) até às 14 horas da próxima segunda-feira (29).

A medida é preventiva e foi tomada em função da identificação de dois casos suspeitos da gripe A (H1N1) em pessoas da comunidade universitária, que levou o monitoramento de um grupo de professores e estudantes do Departamento de Anatomia. (Veja link abaixo)

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


A medida foi tomada porque a estudante de Assis (SP), contaminada com o vírus da gripe A (H1N1), que teve contato com os estudantes e professores da UEL sob suspeita, teria feito refeições no RU e visitado vários setores do campus.

Leia mais:

Imagem de destaque
Feriado cristão

Corpus Christi: confira a programação das celebrações em Londrina e região

Imagem de destaque
Abre e fecha

Prefeitura de Londrina informa funcionamento dos serviços municipais no feriado de Corpus Christi

Imagem de destaque
Visibilidade ao esporte

Go Skate Day: evento celebra a cultura do skate em Londrina

Imagem de destaque
Motorista perdeu o controle

Carro colide contra árvore e deixa motorista e passageiro feridos em Londrina


Exceções

Publicidade


De acordo com o reitor da UEL, Wilmar Marçal, permanecerão abertos o Hospital das Clínicas (HC), o plantão do Hospital Veterinário (HV). o Hospital Universitário (HU), o Escritório de Aplicação e a Clínica Odontológica. Além destes atendimentos, servidores que realizam atividades que tem prazo para ser cumprido devem continuar trabalhando normalmente assim como os prestadores de serviços em obras nas dependências da universidade.


"Estamos primando pela prevenção antes de qualquer resposta positiva venha ser confirmada", enfatizou o reitor em entrevista à Rádio Paiquerê AM.

Publicidade


Durante o período de paralisação das atividades, a UEL deverá realizar monitoramento e desinfecção dos locais onde há suspeitas de contaminação com o RU e a Biblioteca Central, entre outros.


De acordo com a assessoria de imprensa da universidade, a decisão foi tomada em reunião realizada na manhã de hoje nas dependências da UEL. De acordo com o reitor da UEL, "não houve determinação da Vigilância Sanitária para a paralisação mas a UEL toma esta medida para evitar que o problema seja ampliado em confirmação dos casos suspeitos".

Participaram desta reunião o reitor Wilmar Marçal, funcionários da Vigilância Sanitária, e funcionários dos setores de saúde da UEL.


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade