10/12/19
º/º
PUBLICIDADE
Ho ho ho!

Conheça as identidades secretas de Papais Noéis de Londrina

A magia do natal está invadindo a cidade. Árvores, luzes e demais decorações natalinas já estão sendo montadas nas ruas e nas casas das pessoas, além disso, um dos personagens mais queridos e que melhor representa essa data também já está chegando aos shoppings da cidade. Mas vocês sabem como é a preparação dos Papais Noéis para essa época do ano? Para desvendar isso, a reportagem do Bonde conversou com alguns deles para saber mais sobre suas identidades secretas.

Atenção: o Bonde adverte. Se você tem uma criança que acredita no bom velhinho por perto, é melhor manter essa reportagem longe dela. Só para garantir.


Rodolfo Salloum/Grupo Folha
Rodolfo Salloum/Grupo Folha


Conheça as histórias de quatro Papais Noéis de Londrina:

Valdenir Paz, de 56 anos trabalha como Papai Noel há 36 anos. Ele contou que tudo começou como uma brincadeira e, com o passar dos anos, ele foi se profissionalizando, tendo iniciado seu trabalho entregando bicicletas para os filhos de uma vizinha. Entre os trabalhos realizados por Paz, está a carreata de natal da Coca-Cola, onde atuou por três anos. Desde 2009, ele é o Papai Noel oficial do Royal Plaza Shopping.

A preparação para o Natal começa em maio, quando ele começa a deixar a barba crescer. Nos dias mais próximos à comemoração do Natal, ele chega a trabalhar por até 10 horas. "No início das festividades no shopping eu trabalho oito horas, mas quando vai chegando perto do Natal eu começo a trabalhar por até 10 horas”, destacou. Para ele é emocionante ver a alegria não só das crianças com a presença do bom velhinho, mas também dos adultos que curtem o clima festivo.

Durante todos esses anos, muitas crianças realizaram pedidos de Natal. Seja por cartinhas ou falando pessoalmente, porém duas dessas crianças marcaram a vida de Valdenir. "Uma vez uma criança na cidade de Juranda queria presentear o Papai Noel, pois ele só presenteava e não era lembrado. Mas sem dúvida alguma o mais emocionante foi quando uma criança pediu para ver a mamãe que tinha morrido”, comentou emocionado.

Durante os outros meses do ano, Paz trabalha como palhaço e com locação de brinquedos para festas infantis.

Marinheiro de primeira viagem, o representante comercial Marcelo Guidetti, de 45 anos, está atuando pela primeira vez como o bom velhinho dos Correios. A estreia dele aconteceu na última quarta-feira (13), quando foi lançada aberta oficialmente a campanha de cartinhas da empresa de telégrafos.

O convite surgiu de um dos colaboradores da ação social e na hora ele aceitou o desafio. "Como eu tenho muita barba branca, o professor Edgar me convidou para interpretar o personagem e, desde junho, não faço a barba. No lançamento, crianças especiais estavam esperando o Noel, foi muito emocionante”, conclui o representante.

Roberto José Francisco, 55 anos é o Papai Noel do Aurora Shopping há 4 anos. Nos outros dias do ano ele atua como fotógrafo. O início do ofício como intérprete da figura do Natal aconteceu em um momento no qual os personagens estavam em falta em agência especializada na cidade.

Bruno Ferraro Weiss/Aurora Shopping
Bruno Ferraro Weiss/Aurora Shopping


Para Roberto, ser Papai Noel ressignificou o Natal. "Eu já tinha uma percepção de adulto", ressalta ao explicar que, ao crescermos, acabamos deixando de lado o verdadeiro sentido da época natalina. Ele conta que, trabalhando, consegue ver nos olhos das pessoas a emoção quando ele está chegando ao local. "Para mim, a magia e a esperança estão vivas de novo", valorizou.

"A melhor coisa do Natal são as crianças, as conversas que a gente tem", conta Roberto. Quando sentam em seu colo, são questionadas se foram bem educadas durante o ano, se estão fazendo seus deveres de casa, se estão se alimentando bem e, o mais aguardado, qual é o pedido especial. São inúmeros os desejos. Os mais emocionantes normalmente não são voltados para aquelas que os fazem, como pedir que não exista violência no mundo e criança morando na rua. Tem a parte surpreendente também, como aquelas que querem um irmãozinho, uma bala ou até um boi preto.

Mas engana-se quem pensa que só crianças querem ter uma conversa com o Papai Noel. Nos quatro anos de trabalho de Roberto, ele percebeu que alguns adolescentes e adultos, mesmo que com vergonha, ainda chegam até ele para tirar fotos e bater um papo. O motivo, segundo o bom velhinho, pode ser para reascender o espírito natalino ou mantê-lo aceso.

Outro Papai Noel fará a sua estreia neste Natal. Edson Andrê, de 48 anos foi escalado pelo Catuaí Shopping com a missão de trazer o espírito natalino ao ambiente de compras. Morador da cidade de Porto Alegre, no Rio Grande Sul, Andrê foi incentivado pela filha para entrar nesse desafio. "Minha filha mandou uma fotografia minha para um fotógrafo, que apresentou meu perfil para o shopping que aprovou e me fez o convite. Eu pareço muito um Papai Noel, tanto que as crianças me param na rua. Estou muito ansioso para começar a receber as crianças e as famílias", contou. A estreia de Edson será nessa sexta-feira (15), às 17 horas, no Catuaí Shopping.

(*Sob supervisão de Fernanda Circhia)
Rodolfo Salloum e Bruna Melo - Estagiários*
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
comentários
Continue lendo
Veja mais e a capa do canal
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE