Pesquisar

Canais

Serviços

- Micaela Orikasa/Grupo Folha
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Festa religiosa

Devotos celebram o domingo de Santa Rita de Cássia em Londrina

Micaela Orikasa - Grupo Folha
22 mai 2022 às 19:03
Continua depois da publicidade

O domingo (22) foi de homenagens para Santa Rita de Cássia, considerada a “Santa das causas impossíveis”. Em Londrina, milhares de devotos passaram pelo futuro Santuário, no Jardim Califórnia (zona leste), com a programação da Festa da Padroeira. Em 2022, o tema da festa é “Santa Rita, exemplo de Acolhida”.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


As celebrações começaram às 5h, com a Rota dos Santuários, onde um grupo de devotos partiu do Santuário São Judas Tadeu rumo ao futuro Santuário Santa Rita. Segundo o padre Edivan Pedro dos Santos, mais de cinco mil pessoas de Londrina e região participaram das atividades, pedindo benções e agradecendo às graças alcançadas.  

Continua depois da publicidade


Santa Rita nasceu em 22 de maio de 1381, filha única de um casal de idosos. “Ela se casou, atendendo ao desejo do pai, mas sua vontade maior era ir para o convento. Sempre generosa, conquistou a fama de santidade ainda em vida. Ela viveu a pandemia da Peste Negra e ajudou os doentes ao montar uma espécie de enfermaria. Enquanto muitos morriam da doença, ela nunca a contraiu. Logo após a morte dela, as graças começaram a ser alcançadas, e assim, ficou conhecida como a Santa das causas impossíveis”, explica o pároco.  

 

Além das Santas Missas, houve confissões, o desfile de Santa Rita, benção dos veículos e uma procissão luminosa às 20h encerrará as comemorações. Um grupo de 20 pessoas veio de São Jerônimo da Serra, distante mais de 90 quilômetros de Londrina. “Estamos todos na caminhada com a Santa e, especialmente no meu caso, vim agradecer pela graça de ter encontrado o padre Edivan, que tem me acompanhado muito no processo de cura espiritual”, conta a agricultora Suzana Garcia Gonçalves, 43.   

Continua depois da publicidade


Desde 2018, a comunidade tem acompanhado o processo de divulgação e elevação da Paróquia em Santuário Arquidiocesano de Santa Rita de Cássia de Londrina. Desde então, já foram estruturados espaços como a Capela das Graças (Sala de Promessas), Confessionários, a Gruta de Santa Rita e a Capela das Velas. A professora Maria Magna, 57, conta que a devoção pela Santa foi despertada na infância, através de sua mãe. Na festa da Padroeira, ela estava acendendo velas para agradecer o emprego e a compra da casa própria.  

 

“Há 16 anos, todos os dias 22 de cada mês eu procuro vir. Hoje é um dia especial e eu não poderia deixar de estar aqui para agradecer pela vida diante dos momentos tão difíceis que temos vivido. Perdi minha mãe há dois meses. Ela faleceu com 97 anos e até os últimos dias de vida viveu com saúde, graças à Santa Rita. Eu e ela temos muita fé na intercessão de Santa Rita”, ressalta a moradora da Vila Industrial.  


Com rosas na mão, símbolo da padroeira, Renata Marçal, 40, se tornou devota de Santa Rita há cerca de quatro anos. “Tive um problema de saúde, que acometeu gravemente o meu intestino. Nem a cirurgia na qual eu passei, estava dando resultado. Como ela é a Santa das causas impossíveis, fiz muitos pedidos a ela e hoje estou aqui para agradecer porque estou curada. Tem coisas que acontecem na nossa vida que vem do alto mesmo, da nossa fé”, afirma.  

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade