Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Em Londrina

Hospital Evangélico é notificado por poluição no Igapó

Redação - Folha de Londrina
03 jan 2004 às 11:49
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

O Hospital Evangélico foi notificado no final da tarde de sexta-feria pelo Instituto Ambiental do Paraná (IAP) por poluir o lago Igapó 1. A mancha de óleo que surgiu no lago nos últimos dias foi causada por um vazamento de cerca de 20 litros de óleo de uma das caldeiras do hospital para o córrego Leme.

O óleo já foi retirado do lago ontem e a água contaminhada foi coletada para análise. O IAP acionou um caminhão especial para realizar o serviço. Um laudo deve apontar a extensão do dano ambiental.

neste sábado, técnicos do IAP e Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Sema) voltaram ao lago para conferir a mancha. Não foi mais detectada poluição no lago, mas segundo o fiscal da Sema, João Batista, o córrego do Leme ainda mantinha restos do material.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Inicialmente, o IAP suspeitava que a mancha tivesse sido causada por um vazamento de caminhão. Contudo, depois de realizar uma operação de rastreamento, o material foi encontrado no córrego do Leme. O córrego nasce no alto da Higienópolis e passa por boa parte da área central até desembocar no lago. A poluição foi detectada no trecho próximo ao Zerão.

Leia mais:

Imagem de destaque
Cultura

Abertura da Expo Japão leva dança e música ao Calçadão de Londrina

Imagem de destaque
Possível saída

Prefeitos de municípios de pequeno porte são contra saída da Região Metropolitana de Londrina

Imagem de destaque
Regiões norte e oeste

Após testes, três novos radares serão ativados nesta segunda em Londrina

Imagem de destaque
Saiba como se inscrever!

Mulheres: Londrina abre vagas para oficina de marketing de pós-vendas e fidelização


O acidente, segundo o hospital, ocorreu durante uma operação de limpeza da caldeira principal, movida a lenha. O equipamento reserva, que usa óleo de xisto como combustível, foi acionado para suprir a demanda e houve o vazamento. A caldeira utiliza 40 litros de combustível, estima-se que metade tenha vazado para galerias que, em seguida, desembocam no córrego.

Publicidade


Segundo o chefe do IAP, Ney Paulo, representantes do hospital deve comparecer no órgão na segunda-feira para discutir as medidas de reparação do dano. O valor da multa ainda não foi calculado. ''Felizmente o óleo foi contido com sucesso'', comenta.


O Hospital Evangélico informou, por meio de sua assessoria, que desconhecia que a caldeira tinha ligações fluviais com o córrego e vai tomar as providências necessárias para evitar novos acidentes.

Durante a vistoria realizada no hospital, técnicos do IAP sugeriram a construção de uma caixa de contenção de óleo, o que, segundo o hospital, já está sendo providenciado.


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade