Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Colisão foi em 2018

Justiça agenda júri de motorista que matou duas pessoas em Londrina

Rafael Machado - Grupo Folha
08 fev 2022 às 19:14
- Pixabay
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

A Justiça de Londrina marcou para o dia 17 de maio deste ano o júri popular da motorista Daiane Freire, responsável pelo acidente que deixou duas pessoas mortas em maio de 2018. As vítimas estavam em uma moto e foram atingidas na traseira pelo carro da acusada. A colisão foi no cruzamento da Avenida Dez de Dezembro com a Avenida Guilherme de Almeida, região sul. 


A batida foi flagrada por câmeras de segurança. Segundo as imagens, Jean Goulart Camargo, que tinha 26 anos, e Eliede Santos Oliveira, de 42, foram arremessados por vários metros e morreram na hora. No dia, Daiane passou pelo teste do bafômetro da Polícia Militar, que comprovou que ela havia bebido antes de dirigir.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Durante o processo, um laudo do Instituto de Criminalística piorou ainda mais a situação da motorista. O exame mostrou que ela dirigia a 82km/h na hora do acidente, mas a velocidade máxima permitida na avenida é de 60 km/h.  

Leia mais:

Imagem de destaque
Solidariedade às vítimas de acidentes

Maio Amarelo: CMTU convida população para doar sangue no Hemocentro do HU

Imagem de destaque
Londrina

Pontes de madeira ao redor do Lago Igapó 2 são liberadas após manutenções

Imagem de destaque
Alfabeto das cores

Shopping de Londrina implanta sinalização inclusiva para daltônicos

Imagem de destaque
Cultura

Abertura da Expo Japão leva dança e música ao Calçadão de Londrina


"Recebi com naturalidade essa decisão, que já era esperada. Há provas robustas de que ela não teve intenção de provocar o acidente", afirmou o advogado de defesa Thiago Issao Nagakawa. Daiane responde a acusação de homicídio com dolo eventual em liberdade. 


Para o advogado Mário Barbosa, que representa os familiares das vítimas, "o agendamento do júri significa um verdadeiro alívio. Temos a certeza de que ela (Daiane) será condenada", resumiu. 

Publicidade

Últimas notícias

Publicidade