09/08/20
27º/14ºLONDRINA
PUBLICIDADE
Nesta quarta

Londrina entrega a Central de Valorização de Materiais Recicláveis

Na tarde desta quarta-feira (7), às 15h, a Prefeitura de Londrina, por meio da Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização (CMTU), realiza a entrega da Central de Valorização de Materiais Recicláveis (CVMR), integrada ao programa nacional "Dê a mão para o futuro: reciclagem, trabalho e renda", conforme a Lei Federal nº 12.305/2010 e o Decreto nº 7.404/2010, os quais tratam da responsabilidade compartilhada para a logística reversa entre as empresas fabricantes de resíduos sólidos, o Município e a população.

O objetivo da CVMR é agregar valor na comercialização dos resíduos recicláveis, transformando as embalagens coletadas em matéria prima para a indústria. Neste sentido, estima-se aumentar em até 20% a renda das cooperativas associadas de Londrina e região, consequentemente, a ampliação da oferta de trabalho para os catadores formais.

Para o presidente da CMTU, José Carlos Bruno de Oliveira, a entrega da CVMR, oferece benefícios significativos para a cidade.


"Este é mais um avanço da coleta seletiva no Município, com o fortalecimento das cooperativas, tornando-as mais atrativas comercialmente. Também a inclusão e a promoção social; a melhoria direta na renda dos catadores; a qualificação profissional; melhor qualidade de vida dos trabalhadores; a potencialização da logística reversa dos materiais recicláveis; a destinação correta do lixo e a preservação do meio ambiente, com a possibilidade de elevar Londrina como cidade sustentável e referencial na separação de resíduos sólidos", incentiva.

Parceria

A CVMR é o resultado do Termo de Cooperação firmado entre o Município, a Central de Coleta e Comercialização de Materiais Recicláveis de Londrina e Região (Centralcoop), o Instituto Paranaense de Logística Reversa (ILOG) e as fabricantes: Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (ABIHPEC), Associação Brasileira das Indústrias de Produtos de Limpeza (ABIPLA) e a Associação Brasileira das Indústrias de Biscoitos, Massas Alimentícias e Pães & Bolos Industrializados (ABIMAPI).

Coordenado pelas associações, o projeto da Central de Valorização foi aprovado pelo Governo do Paraná, com a previsão de implantar sete CVMRs até 2019 - em Londrina, Maringá, Cascavel, Francisco Beltrão, Guarapuava, Ponta Grossa e região de Curitiba.

Vivian Honorato/N.Com
Vivian Honorato/N.Com


Investimentos

De acordo com os parceiros do programa "Dê a mão para o futuro" (ABIHPEC, ABIPLA E ABIMAPI), serão investidos cerca de 3,5 milhões de reais entre equipamentos, infraestrutura, veículos, treinamento e capital de giro. Além do cumprimento da lei de logística reversa, com melhorias socioambientais para a cidade, a presidente da Centralcoop, Selma Maria Assis Gonçalves, ressalta o momento especial para a coleta seletiva, com a possibilidade de ampliação do mercado a partir da comercialização direta da matéria prima.

"Estamos firmando o passo para novos rumos, para que possamos ter mais autonomia e melhores condições comerciais na venda dos produtos. Também vejo a oportunidade como solução para outros catadores, já que eles poderão se juntar a nós para ter mais segurança e uma renda garantida com a formalização do trabalho. Minha expectativa é que a nossa capacidade de arrecadação dobre daqui algum tempo. Quem sabe até poderemos comercializar nossos próprios produtos a partir da matéria prima", comemora.

Em Londrina o projeto beneficiará, de imediato, mais de 500 catadores de materiais recicláveis com impacto direto na melhoria de renda e inclusão social.

Dentre as principais responsabilidades, destacam-se:

· O Município, por meio da CMTU, é responsável pelo aluguel do barracão no valor de R$ 16.000,00, num período de 16 meses. Também pela fiscalização das atividades administradas pela Centralcoop e a orientação para que a população faça a separação correta dos resíduos, com atividades voltadas à educação ambiental.
· A Centralcoop deve cuidar da administração e gerenciamento das operações para produção da matéria prima. Um exemplo é a transformação da garrafa pet em flake, que é o plástico em pequenos flocos para utilização industrial na produção de embalagens diversas. A Central também será responsável em capacitar e qualificar as equipes de trabalho em todo o processo, visando tornar-se comercialmente atrativa e autossustentável.
· As associações de fabricantes devem investir em equipamentos para o sistema de logística reversa (que transformam o reciclável em matéria prima - papeis, plásticos, vidros e metais), e também são responsáveis pelo treinamento, qualificação e capacitação dos catadores nos processos de separação, valorização e comercialização dos materiais recicláveis, além da assessoria no processo de administração e gerenciamento da Centralcoop.

O cerimonial será realizado na própria CVMR, na Edson Jere Vicente, nº 310. Parque Industrial Germano Balan, e contará com a presença da vice-governadora, Cida Borghetti, o coordenador de resíduos da Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (SEMA PR), Vinicio Bruni, o presidente da CMTU, José Carlos Bruno de Oliveira, o prefeito de Londrina, Alexandre Kireeff e os parceiros:
· Nilo Cini Junior, presidente do ILOG
· Luiz Roberto dos Santos, coordenador do projeto CVMR
· João Carlos Basilio da Silva, presidente da ABIHPEC
· Rose Hernandes, diretora de meio ambiente da ABIHPEC e coordenadora do programa "De a mão para o futuro"
· Selma Maria de Assis Gonçalves, presidente da Centralcoop
Redação Bonde com assessoria de imprensa
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Continue lendo
Veja o post
Motoboy humilhado por morador de condomínio de luxo ganha moto de humorista
08 AGO 2020 às 21h25
Programe-se
Chuvas de meteoros poderão ser vistas no Brasil em agosto
08 AGO 2020 às 19h42
Decisão judicial
Pai de Eduarda Shigematsu vai a júri popular pela morte da filha
08 AGO 2020 às 18h16
Despedida
Bispo dom Pedro Casaldáliga morre aos 92 anos
08 AGO 2020 às 13h48
Governo Doria
Gilmar Mendes determina soltura de Alexandre Baldy
08 AGO 2020 às 13h21
No Paraná
Servidores da segurança pública terão atendimento psicossocial
08 AGO 2020 às 12h24
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados