Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Menino estava sozinho em casa

Londrina: mãe de menino de seis anos que morreu em incêndio está em prisão domiciliar

Pedro Marconi - Grupo Folha de Londrina
23 nov 2023 às 17:44
- Pedro Marconi/Grupo Folha de Londrina
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

A mãe do garoto de seis anos que morreu durante um incêndio em uma residência no jardim União da Vitória, na zona sul de Londrina, na quarta-feira (22), negou em depoimento que deixou o filho trancado no imóvel. “Ele pegou a bicicleta e levou na minha cunhada. Cheguei e estava com a bicicleta, falei para ele ir guardar (em casa) e aconteceu o ocorrido”, relatou. De acordo com a Polícia Civil "o menino estava sozinho na casa no momento" em que o fogo começou.


LEIA TAMBÉM: Londrina: criança de seis anos morre em incêndio no União da Vitória

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


A mulher foi questionada pelos investigadores de que, pelo menos, duas pessoas disseram ter arrombado a porta para conseguir acessar o lugar, o que ela negou. “Tenho prova de que a porta não estava fechada”, garantiu. A mãe foi presa em flagrante pelo crime de negligência. Ela foi liberada para cumprir detenção domiciliar com monitoramento eletrônico nesta quinta-feira (23) após passar pela audiência de custódia.

Leia mais:

Imagem de destaque
Faça sua inscrição gratuita!

Clube das Mães Unidas divulga a programação de cursos do mês de março

Imagem de destaque
Esporte tradicional

Primeira Copa Agroplay de futebol movimenta distritos de Londrina a partir de domingo

Imagem de destaque
Eventos gratuitos

Programação Especial Mulheres começa neste sábado no Sesc Cadeião Cultural

Imagem de destaque
Crianças de 10 e 11 anos

Dia D contra a dengue terá mutirão de vacina em shopping de Londrina


O caso vem sendo investigado pelo Nucria (Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes). Na casa onde viviam o casal e os dois filhos, sendo o outro mais novo, os policiais encontraram fezes e urina pelo chão, além de comida estragada. “A Polícia Civil do Paraná aguarda laudos complementares que darão auxílio no andamento das investigações”, informou a corporação, por meio de nota.


Entre os laudos estão da Criminalística, sobre as possíveis circunstâncias do incêndio, e do IML (Instituto Médico Legal), que vai apontar a causa da morte. A criança perdeu a vida após o cômodo no fundo do imóvel em que morava com a família de aluguel há nove meses, na rua dos Pastores, pegar fogo. O menino foi a óbito antes que pudesse ser socorrido.


A defesa da mãe do garoto afirmou, em nota, disse que “será provado a inocência da mulher”, que “se encontra extremamente abalada pela sua perda” e que “ela está a inteira disposição para esclarecer todos os fatos”. O Conselho Tutelar acompanhou a família em 2019 por uma situação envolvendo a outra criança.


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade