Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Justiça

MP denuncia Arthur Rockenbach por feminicídio contra dona de salão de noivas de Londrina

Jessica Sabbadini - Especial para a FOLHA
17 fev 2024 às 14:50
- Arquivo Pessoal
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Suspeito de matar a empresária Cláudia da Luz Maceu, 45, Arthur Henrique Rockenbach, 30, foi denunciado pelo MP (Ministério Público) nesta sexta-feira (16). No documento assinado pelo promotor Vitor Hugo Nicastro Honesko, da 14° Promotoria de Justiça de Londrina, ele foi denunciado pelos crimes de homicídio e por fraude processual tentada, já que tentou alterar a cena do crime.


Cláudia e Rochenbach se conheceram há pouco mais de seis meses e estavam noivos, sendo que, de acordo com amigas da vítima, ela já estaria planejando a festa de casamento. Entre os dias 08 e 09 de fevereiro, a empresária foi morta após ter sido atingida por diversos golpes de faca na região do pescoço pelo então noivo, Arthur Henrique Rockenbach.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Leia mais:

Imagem de destaque
Tubarão

Volante Samuel Andrade chega para integrar o Londrina EC

Imagem de destaque
ExpoLondrina 2024

Parque de Exposições se torna campo de estudos para alunos da rede municipal de Londrina

Imagem de destaque
Não houve feridos

Incêndio destrói casa de madeira na rua Uruguai, no Centro de Londrina

Imagem de destaque
Máxima pode chegar a 23ºC

Previsão do tempo: terça-feira será de chuva e tempo instável em Londrina

De acordo com a decisão do MP, o autor do crime agiu dolosamente e com intenção de matar a vítima, sendo que o delito foi praticado em razão do fato de Maceu ser mulher “com quem coabitava e mantinha relacionamento amoroso, envolvendo, assim, violência doméstica e familiar contra mulher”. 

Publicidade


No entendimento do promotor, o crime foi praticado por motivo torpe, tendo em vista que o suspeito nutria “exacerbado ciúme” pela vítima; por meio cruel, já que atingiu Maceu na região do rosto e pescoço; e por meio que dificultou a defesa da vítima, “visto que o denunciado se aproveitou da reduzida capacidade de resistência de Cláudia, após esta ter feito uso de bebidas alcoólicas na data dos fatos”. 


Além do feminicídio, Rockenbach foi denunciado por tentativa de fraude processual, já que tentou alterar a cena do crime. “Arthur agrupou diversas peças de roupa ao redor da cama onde se encontrava a vítima e despejou líquido inflamável pelo quarto, com o objetivo de causar incêndio destinado a destruir provas que seriam posteriormente utilizadas em futuro processo penal. O delito apenas não se consumou por circunstâncias alheias à vontade do denunciado, vez que uma equipe da Polícia Militar chegou ao local, o que impediu que Arthur ateasse fogo na residência”.


A partir de agora, o acusado tem um prazo de 10 dias para responder o documento. Nos próximos dias devem ser ouvidas as testemunhas do caso. Arthur Henrique Rockenbach permanece preso na Casa de Custódia de Londrina.


Imagem
MP denuncia suspeito de matar cabeleireira em Londrina
No documento, promotor relatou que Arthur Rockenbach agiu de forma dolosa contra a companheira, Cláudia da Luz Maceu, por quem nutria ciúmes
Imagem
Londrina recebe turnê de grandes artistas nacionais em 2024
O Carnaval ficou para trás, mas a energia, não. Com um público cada vez mais animado, Londrina já tem uma agenda musical p
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade