Pesquisar

Canais

Serviços

- Reprodução/Instagram
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Entenda o caso

Mulher de Londrina faz desafio da farinha com cães e revolta internet

Luís Fernando Wiltemburg - Grupo Folha
11 mai 2020 às 19:40
Continua depois da publicidade

Londrina voltou aos holofotes da internet nacional após Júlia Claudenari postar um vídeo em que faz o "Desafio da Farinha" em dois cachorros de pequeno porte. As imagens dela empurrado a cabeça dos bichinhos contra travesseiros cheios de farinha provocou a ira de personalidades ligadas à causa animal. Tanto o delegado titular da unidade policial de proteção ao Meio Ambiente de Curitiba, Matheus Laiola, quanto a secretaria municipal do Meio Ambiente de Londrina afirmam que o caso configura como maus-tratos.

Continua depois da publicidade

O desafio da farinha é uma brincadeira em que uma pessoa faz perguntas (como "quem é o mais bagunceiro?”) e, a depender da resposta, leva o rosto de um dos participantes à farinha de trigo. Apesar de parecer inofensiva, especialistas afirmam que ela pode provocar o surgimento ou agravamento de doenças respiratória, devido à aspiração de partículas de farinha.

Continua depois da publicidade


Celebridades como Kéfera, Dani Bolina e Luísa Mell e o delegado Bruno Lima se manifestaram nas redes sociais em relação ao caso, repudiando a atitude de Júlia.



A página "Alfinetei" no Instagram fez uma postagem sobre o caso e marcou Luísa Mell, que se manifestou em seguida. Confira:

Continua depois da publicidade


Ver essa foto no Instagram

Luisa Mell corre aqui

Uma publicação compartilhada por Alfinetadas Dos Famosos 📌 (@alfinetei) em


Ver essa foto no Instagram

Identificada a covarde que causou revolta hj na internet ao fazer o tal do "desafio da farinha” com cães. Julia Claudenari Oguido Natural de SP, mas atualmente mora em Londrina. É bem conhecida na Cidade, pois é dona de uma academia de ginástica. Já foi realizada uma diligência, mas ela ainda não foi encontrada pela polícia. Continuo em contato com a polícia local, mais tarde mais informações por aqui. Importante ressaltar que este desafio É EXTREMAMENTE PERIGOSO para animais e PESSOAS! Animais podem ter asfixia e pneumonia aspirativa. E podem chegar a óbito! E ao contrário do que parece, tb n é uma brincadeira inocente para humanos: "Certamente é ruim. Se a pessoa ainda tomar um susto e inspirar profundamente, pode aspirar farinha para os pulmões. O que pode gerar simples irritações e tosse, mas também, dependendo da quantidade e da sensibilidade da pessoa, pode causar broncoespasmo (como em uma crise de asma). Sem contar que podem haver bactérias e fungos na farinha que, se forem para nos pulmões, podem causar infecções” palavras do pneumologista que cuidou do meu marido! Ou seja, ninguém mais deve postar tal barbaridade. O que coloca saúde em risco n deve ser estimulado. #proibamodesafiodafarinha Meu agradecimento especial ao @delegado.matheuslaiola, que também foi o responsável pela Rinha de Mairiporã/SP, está acompanhando o caso e auxiliando a Polícia Civil de Londrina.

Uma publicação compartilhada por Luisa mell (@luisamell) em


O delegado Matheus Laiola, que tomou notoriedade ao desbaratar uma rinha de cães em Mairiporã, com envolvimento de paranaenses, afirma que o vídeo de Júlia foi enviado a ele por dezenas de internautas no fim de semana. "Quando acordei hoje (segunda-feira, 11), vi as mensagens. Já pela manhã, iniciamos uma investigação com os recursos da Polícia Civil e chegamos a informações como identidade e endereço. Também pedi um laudo veterinário que confirma que a brincadeira é, sim, maus-tratos”, diz.


Laiola também entrou em contato com a Polícia Civil de Londrina e um procedimento investigativo já foi instaurado. Ao entrar em contato com a secretaria municipal de Meio Ambiente, soube que os servidores já buscavam a autora do vídeo para resgatar os animais.


Inclusive, o advogado divulgou que fará uma live sobre o caso na noite desta segunda-feira:



A Sema confirmou que o caso configura maus tratos, que já está em contato com o delegado responsável e que, administrativamente, a mulher será multada e pode ter os animais apreendidos.


A reportagem tentou contato com o delegado de Londrina responsável pelo caso, mas ele não retornou até o fechamento.

A FOLHA também entrou em contato com a família de Júlia, que orientou entrar em contato com o advogado Lucas Nasser constituído para a defesa. A defesa informou que vai se manifestar por meio de nota nesta terça-feira (12) após prestar esclarecimentos à polícia e promete tomar atitudes judiciais contra quem está proferindo ameaças e mensagens de ódio contra a Júlia, seus familiares e academia da família.


Continue lendo