Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Decretos mais duros

No primeiro dia de lei seca, GM e Fazenda lacram bares e multam pessoas

Luís Fernando Wiltemburg - Redação Bonde
12 set 2020 às 11:56
- Divulgação/N.Com
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

A fiscalização conjunta da Guarda Municipal e fiscais da Secretaria Municipal da Fazenda de Londrina no primeiro dia da lei seca, nesta sexta-feira (11). Até as 3h do sábado (12), foram constatados desrespeitos às medidas impostas pelo prefeito Marcelo Belinati (PP) em oito estabelecimentos, além de festas clandestinas, autuações pela falta de máscaras, uso de áreas públicas e até por desrespeito à Lei Seca "antiga”, que proíbe o consumo de bebidas alcoólicas em Londrina entre as 22h e as 8h do dia seguinte.


A fiscalização foi endurecida nesta sexta depois que o prefeito baixou decretos para fechamentos de bares e de áreas públicas por 14 dias – medidas anunciadas na quarta-feira (9) - e da "nova lei seca”, assinada na sexta, que proíbe a venda de bebidas alcoólicas dentro de estabelecimentos comerciais, também por 14 dias.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


As novas regras motivaram um protesto de comerciantes nesta sexta, no Centro Cívico.

Leia mais:

Imagem de destaque
"Criança não é mãe"

Londrinenses protestam no Calçadão contra PL sobre aborto

Imagem de destaque
Rodovia

Motociclista morre em colisão traseira com BMW na PR-445 em Londrina

Imagem de destaque
Prata

Estudantes londrinenses são premiados em Olimpíada de Tecnologia

Imagem de destaque
Trânsito

Ponte ao lado do parque Arthur Thomas em Londrina será interditada a partir de sábado


Em números absolutos, entre as 19h de sexta e as 3h de sábado, foram lavrados 47 autos de infração de trânsito, 37 multas por flagrantes de falta do uso de máscara, 16 pessoas surpreendidas utilizando espaço público interditado, como o Zerāo ou lagos, 11 pessoas autuadas por consumir bebida alcoólica na rua (lei seca "antiga”), além de sete autuações e interdições de estabelecimentos e três termos de constatação (que oficializam a constatação de alguma irregularidade, sem pounição imediata).

Publicidade


Entre os locais fiscalizados, estão uma pizzaria que também comercializa bebidas na Rua Montese, paralela à Avenida Higienópolis. Segundo o N.Com (Núcleo de Comunicação) da Prefeitura de Londrina, o local funcionava como pizzaria sem alvará específico para a atividade e, na hora do flagrante, também excedia o horário permitido de funcionamento pelos decretos municipais. Foram lavrados dois autos de infração e o estabelecimento, lacrado.


Outro estabelecimento, no cruzamento das ruas Espírito Santo e Paranaguá, foi flagrado em funcionamento em desacordo com o alvará - a situação foi descrita em termo de constatação. Em um centro comercial e residencial na Rua Piauí, próximo à Rua Senador Souza Naves, os agentes constataram um bar funcionando em desacordo com o decreto que determinou a suspensão das atividades por 14 dias. O local foi autuado e interditado e duas pessoas foram multadas por falta de máscaras.

Publicidade


Na Rua Quintino Bocaiuva, entre as ruas Mossoró e Fernando de Noronha, uma distribuidora de bebidas foi autuada e interditada por exercer atividade de bar com consumo nas imediações, sem o devido alvará de licença. Outro estabelecimento semelhante, na Avenida Higienópolis, sofreu as mesmas penalidades pela ausência de alvará para operar como bar, permitindo consumo de bebida alcoólica no local.


Um restaurante de classe média-alta que funciona em um shopping da região sul de Londrina foi autuado e interditado por não apresentar o alvará no momento da fiscalização. Na Rua Siriema, na zona leste, um bar foi interditado por funcionar e, na Gleba Palhano, uma loja de conveniência que tem filiais em Apucarana e Arapongas também foi autuada e interditada por atender em desacordo com alvará e fora do horário estabelecido pelo decreto

Na zona oeste, a equipe flagrou uma festa em residência, com 13 pessoas no local no momento da fiscalização. A situação foi registrada em termo de constatação


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade