Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Escuridão

Pane deixa UEL e 43 mil domicílios sem luz em Londrina

Guilherme Batista - Redação Bonde
19 set 2013 às 20:05
- Reprodução
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Pelo menos 43 mil domicílios ficaram sem energia elétrica durante a noite desta quinta-feira (19) em Londrina. O fornecimento de energia foi interrompido em imóveis da zona oeste da cidade. Avenidas conhecidas, como a Tiradentes e a Maringá, ficaram no escuro por mais de 30 minutos, entre 18h05 e 18h40. Também faltou luz na Universidade Estadual de Londrina, entre 18h15 e 19h.

Apesar da escuridão, nenhum problema de grande monta ou tumulto foram registrados na universidade.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


De acordo com a Copel, a falta de energia elétrica foi ocasionada por uma pane registrada em uma linha de transição da companhia, localizada entre duas subestações.

Leia mais:

Imagem de destaque
PRAZO DE 10 MESES

Obras de construção da UPA zona sul começaram; previsão de entrega é novembro

Imagem de destaque
CONJUNTO CAFEZAL

Trecho com erosão na Estrada da Pedreira é interditado pela Prefeitura de Londrina

Imagem de destaque
JOVEM TINHA 14 ANOS

Morte de adolescente por suspeita de dengue é investigada em Londrina

Imagem de destaque
0,03% não têm água

Censo 2022: 7,44% dos domicílios de Londrina ainda usam buraco ou fossa como esgotamento


O problema foi causado por um acidente ocorrido na rua Londrina, nas proximidades do Parque Governador Ney Braga. Segundo informações da assessoria de imprensa da Copel, o motorista de um carro bateu contra um poste localizado às margens da via.

Publicidade


A luminária da estrutura teria encostado na linha de transição, de 138 mil volts, e interrompido a transferência de energia entre duas subestações: a denominada Londrina, localizada na saída para Sertanópolis, e a que fica no jardim Bandeirantes (zona oeste).


A pane fez com que a subestação Bandeirantes parasse de funcionar. Os 43 mil domicílios atendidos por esta subestação foram atingidos. O religamento dos circuitos da estrutura, segundo a companhia, aconteceu de modo contínuo até as 20h, quando todos os imóveis afetados voltaram a ter energia elétrica.

Publicidade


A Copel lembrou, no entanto, que sete domicílios, localizados na rua onde aconteceu o acidente, só vão voltar a ter luz depois que o poste atingido pelo carro for trocado.


A assessoria argumentou, ainda, que a construção dos chamados 'superpostes' na região e de mais uma subestação pode ajudar a evitar problemas futuros. A nova rede de transmissão teria servido de alternativa aos domicílios afetados. Vale lembrar que a implantação das estruturas é alvo de protestos da população.

(Atualizado às 20h34)


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade