Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Religioso deixou um legado

Religiosos, políticos e lideranças lamentam morte de dom Geraldo Majella Agnelo

Jéssica Sabbadini - Especial para a Folha
27 ago 2023 às 10:00
- Celso Pacheco - 07/03/2009
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Sinônimo de caridade, humanidade e de amor ao próximo, dom Geraldo Majella Agnelo deixou um legado de amizade e de comprometimento por onde passou. 


Conhecido pelo jeito doce e tranquilo, o religioso morreu aos 89 anos, na madrugada deste sábado (26), em Londrina, cidade que sempre amou e onde desejava ser sepultado. Junto com a médica Zilda Arns, Majella criou a Pastoral da Criança em 1983, em Florestópolis, tirando centenas de crianças da desnutrição, que na época significava a morte.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Religiosos, políticos e lideranças lamentaram a morte do arcebispo emérito da Arquidiocese de São Salvador da Bahia. O governador Ratinho Junior decretou luto oficial de três dias pela morte de dom Geraldo Majella Agnelo. 

Leia mais:

Imagem de destaque
Duas vezes por semana

Entregas dos Correios nos distritos de Londrina são retomadas nesta quinta-feira

Imagem de destaque
Mutirões mensais

Hoftalon reduz prazo para cirurgias de catarata de pacientes já autorizados pelo SUS

Imagem de destaque
Conscientização

Polícia Militar apreende quatro carros e uma moto em blitz em Londrina

Imagem de destaque
Integrante de quadrilha

Jovem de 19 anos é presa por furtar materiais de construção em loja de Londrina


"O Paraná perdeu o cardeal Dom Geraldo Majella, que coordenou a arquidiocese de Londrina e também atuou em Toledo, alimentando a fé de muitos paranaenses. A comunidade católica e o Paraná perdem um homem que atuava sempre em benefício do próximo. Meus profundos sentimentos aos amigos e familiares", disse o governador.

Publicidade


O prefeito de Londrina, Marcelo Belinati, também decretou luto oficial por três dias pela morte de dom Geraldo. 


"Muito triste a notícia da morte de dom Geraldo Majella Agnello. Um religioso íntegro, comprometido com as causas sociais, e que deixou sua marca ao comandar a Arquidiocese de Londrina por 8 anos. Querido por todos, fará muita falta não só para Londrina, mas para o nosso país. Que Deus conforte seus familiares e amigos", declarou o prefeito.


Leia a reportagem completa na FOLHA DE LONDRINA:


Imagem
Religiosos, políticos e lideranças lamentam morte de dom Geraldo
Governador decretou lutou oficial pela morte do arcebispo que ajudou a criar, junto com a médica Zilda Arns, a Pastoral da Criança
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade