Pesquisar

Canais

Serviços

- Roberto Custódio/Grupo Folha
Continua depois da publicidade
2,1 graus na escala Richter

Tremor na zona norte de Londrina foi causado por movimentação de rochas

Fernanda Circhia
Reportagem Local
25 out 2018 às 13:14
Continua depois da publicidade

Moradores de vários bairros da zona norte de Londrina relataram que sentiram um forte tremor na tarde de quarta-feira (24), por volta das 14h50. Segundo o geólogo José Paulo Pinese, professor de geologia da UEL (Universidade Estadual de Londrina) explicou que foram dois episódios de tremor registrados. No entanto, até as 13h desta quinta-feira (25) apenas um foi registrado no Centro de Sismologia da USP (Universidade de São Paulo). Conforme Pinese, o tremor atingiu 2,1 graus na escala Richter e foi causado por movimentação de rochas no subsolo, assim como o tremor registrado em 1º de agosto no Jardim Santa Rita, zona oeste de Londrina. A diferença é que o tremor de agosto atingiu 0,8 graus na escala Richter.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


Reprodução/Centro de Sismologia USP
Reprodução/Centro de Sismologia USP


"Os tremores foram de baixíssima magnitude. Um atingiu 2,1 graus e o outro foi ainda mais baixo, mas tempos que esperar sair no site oficial [Centro de Sismologia da USP]", diz o professor. Conforme apontou na quarta-feira (24) à reportagem, os tremores não são graves, apesar de causarem preocupação e susto nas pessoas. "Os eventos aqui em Londrina têm sido sempre de baixa magnitude", completa.

Continua depois da publicidade


O professor orienta aos moradores que tiverem sentido o tremor e ouvido o forte estrondo para registrarem os relatos no site Centro de Sismologia USP. Na página principal do site, há um botão "Sentiu aí?" para que as pessoas possam deixar seus depoimentos. "Isso é muito importante para que os estudos possam ser realizados."

Este é o terceiro mês do ano que registra tremores em Londrina. Nos três meses, os tremores foram causados por movimentação de rochas no subsolo. Em janeiro, perto do Centro de Eventos, na zona sul da cidade, outro no Jardim Santa Rita, na zona oeste, conforme já relatado na reportagem. E, por fim, o tremor registrado na tarde de quarta-feira (24) na zona norte.


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade