Pesquisar

Canais

Serviços

- Reprodução/Prefeitura de Londrina
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Fiscalização

Vigilância Sanitária dá dois meses para melhorias em base 'insalubre' da Guarda Municipal

Rafael Machado - Grupo Folha
16 mai 2022 às 16:50
Continua depois da publicidade

A Vigilância Sanitária foi até a base operacional da Guarda Municipal de Londrina, na rua São Jerônimo, centro de Londrina, e identificou as mesmas condições precárias relatadas em relatório da Gerência de Segurança do Trabalho da Secretaria Municipal de Recursos Humanos: pouca ventilação e muita insalubridade.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


Os fiscais vistoriaram a sede no final de abril a pedido do Ministério Público, que abriu um procedimento administrativo sobre o caso. Segundo o documento obtido pela FOLHA e enviado à promotora de Saúde, Susana de Lacerda, foi dado o prazo de dois meses, ou seja, até o final de junho, para que as adequações sejam feitas.

Continua depois da publicidade


No ofício, a Vigilância Sanitária diz que a inspeção foi acompanhada de três guardas municipais. O órgão constatou que o prédio "é antigo e apresenta sinais de desgaste em paredes, pisos, teto e instalações em geral".


A partir do momento que o ambiente insalubre e inadequado para o trabalho dos GMs foi denunciado pela imprensa, a sede passou por algumas manutenções, como "reforma em calhas para conter a infiltração de água, pintura, organização do estoque de almoxarifado e melhorias nos banheiros".


Continue lendo na Folha de Londrina.

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade