Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Aumento da eficiência

Especialistas defendem necessidade de investimentos em ferrovias no Paraná

Reportagem Local
16 abr 2024 às 13:45
- Reprodução/Canva
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

O Paraná vive um momento decisivo para definir projetos que ampliem e aumentem a eficiência de sua malha ferroviária, fator considerado fundamental para acompanhar o constante crescimento do setor produtivo do Estado. 


Essa foi uma das principais conclusões de uma reunião que a Fiep (Federação das Indústrias do Paraná), por meio de seu Conselho Temático de Infraestrutura, promoveu nesta segunda-feira (15), em Curitiba, para debater o panorama atual do transporte ferroviário paranaense. 

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Para a Fiep e representantes de usuários das ferrovias que participaram do encontro, parte da solução dos problemas atuais passa por investimentos e melhorias no modelo de concessão da chamada Malha Sul, que liga principalmente as regiões Norte e Noroeste do Estado ao Porto de Paranaguá, cujo contrato se encerra em 2027.

Leia mais:

Imagem de destaque
População em geral

Prefeitura de Arapongas reforça chamado para vacinação contra a gripe; veja os locais

Imagem de destaque
35 iniciativas

Cambé: Governo e prefeitura anunciam R$ 114 milhões em obras

Imagem de destaque
Referência nacional

Enfermeiro de Rolândia é convocado a prestar atendimentos a vítimas no Rio Grande do Sul

Imagem de destaque
Projeto "Parceiro da Escola"

Governo do Paraná quer terceirizar serviços em 200 escolas públicas


O presidente do Sistema Fiep, Edson Vasconcelos, destacou que o Paraná vive uma “janela de oportunidade” para discutir o tema, devido ao fim do período de concessão da Malha Sul em três anos. 

Publicidade


“Então, é importante ouvir e estar próximo ao usuário para entender quais são as dificuldades que ele tem e os grandes gargalos que existem hoje nesse modal”, disse. 


“Nós vamos sair hoje daqui com uma proposta de trabalho. Vamos rodar o interior para conversar com os usuários, perceber deles as expectativas de crescimento e qual é o olhar dele para uma possível nova concessão ou renovação da Malha Sul. Aí sim teremos parâmetros para sentar com os diferentes atores e colocar a posição do usuário quanto ao tema ferrovia”, completou.

Publicidade


As reuniões regionais para tratar especificamente das questões de infraestrutura serão realizadas nos próximos meses e servirão, também, para iniciar uma nova atualização do PELT (Plano Estadual de Logística em Transporte). 


Sob coordenação técnica da Fiep e participação de diversas entidades, as versões anteriores do PELT apresentavam os projetos prioritários para que o Estado elimine gargalos logísticos. Agora, a nova versão terá como foco a intermodalidade. 


“O PELT nasceu em 2009 com objetivo de priorização das obras. Agora, junto com a intermodalidade, vamos ter condições de levantar as bandeiras do Paraná na área de infraestrutura que já estão aí há muitos anos”, disse o coordenador do Conselho Temático de Infraestrutura, José Alberto Pereira Ribeiro.


Leia a reportagem completa na FOLHA DE LONDRINA:


Imagem
Especialistas apontam necessidade de investimentos em ferrovias no Paraná
Conheça as principais conclusões de uma reunião promovida pela Fiep para discutir a importância de investimentos e melhorias na malha ferroviária do Paraná.
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade