Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Londrina é 14ª

Maringá é a cidade com melhor saneamento do Brasil; Paraná tem 5 municípios no top 15

Redação Bonde com AEN
20 mar 2024 às 18:07
- Roberto Dziura Jr./AEN
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Maringá é a cidade que tem melhor saneamento básico do País. Além dela, o Paraná tem outras quatro localidades entre as mais bem ranqueadas do País: Cascavel em 9º, Ponta Grossa em 10º, Foz do Iguaçu em 13º e Londrina em 14º. 


São José dos Pinhais em 21º e Curitiba em 22º também estão na lista das 50 cidades brasileiras com melhores indicadores na área, segundo a edição de 2024 do ranking do Instituto Trata Brasil. As sete cidades paranaenses ficam à frente de lugares como Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte, Porto Alegre, Salvador, Florianópolis, Fortaleza e Manaus. 

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


A 1° no ranking ocupava a 14° posição em 2023. Já o ranking de 2024 mostra que Maringá apresenta 99,9% no Indicador de Atendimento Total de Água e no Indicador de Atendimento Total de Esgoto, além de 100% em Tratamento de Esgoto. O investimento da Sanepar no período 2017-2021 foi de R$ 117 milhões.

Leia mais:

Imagem de destaque
Fique atento!

Cambé emite alerta sobre golpe usando o nome da Vigilância Sanitária

Imagem de destaque
Sem danos

Abalo sísmico que atingiu Cambé tem magnitude 1,6 na Escala Richter

Imagem de destaque
2.176 vagas em Londrina

Agências do Trabalhador do Paraná começam a semana com 20,7 mil vagas

Imagem de destaque
Nada de cópia!

UEM investe em software para detectar e inibir plágio acadêmico


Outra cidade que saltou posições foi Londrina, de 19º para 14º, apresentando 99,99% de atendimento de água e esgoto. O investimento foi de R$ 118 milhões.

Publicidade


Cascavel e Ponta Grossa avançaram uma posição, com os mesmos índices de atendimento de água e esgoto. Os investimentos foram de R$ 115 milhões e R$ 158 milhões, respectivamente.


Foz do Iguaçu entrou no ranking pela primeira vez, com 99,9% de Indicador de Atendimento Total de Água e 99,47% de Indicador de Atendimento Total de Esgoto. O investimento foi de R$ 183 milhões. 

Publicidade


Já na questão atendimento de água, Curitiba se destaca com um índice de 100%, conquistando o 1° lugar no ranking. 


Das 27 capitais brasileiras, somente nove possuem ao menos 99% de abastecimento total de água. Os dados do instituto mostram que há um total de 22 municípios que possuem 100% de atendimento total de água e outros 18 com valores de atendimento superiores a 99%. 

Publicidade


Imagem
Servidores de instituições federais de ensino entram em greve
TAEs (Técnicos Administrativos em Educação) em todo o país estão em greve desde o último dia 11 de março para pressionar o governo federal por reajuste salarial e aprimoramento da carreira.


O diretor-presidente da Sanepar, Claudio Stabile, destaca que mais cidades do Estado só não aparecem no ranking por causa do corte populacional do estudo, que foca nas cidades mais populosas. As 344 cidades atendidas pela Sanepar no Estado, por exemplo, têm 100% de abastecimento com água potável.


“O Paraná tem os melhores indicadores de saneamento do País. E estamos investindo para que o Estado seja um dos primeiros a atender às metas do Marco Legal. Investimento em saneamento é investimento em saúde pública, em saúde preventiva”, disse. "Umuarama, com cerca de 160 mil habitantes abastecidos com água tratada, tem 95,82% de atendimento com esgotamento sanitário. Cambé é outro exemplo, com 150 mil habitantes e 98% de coleta e tratamento de esgoto. E vamos continuar investindo para melhorar ainda mais".

Publicidade


Esgoto


Dos municípios analisados pelo Trata Brasil, cinco possuem 100% de coleta de esgoto. Outros 35 possuem índice de coleta superior a 90% e, portanto, podem também ser considerados universalizados de acordo com o Novo Marco Legal do Saneamento Básico. 

Publicidade


O Paraná tem quatro com 99,99% (Londrina, Maringá, Ponta Grossa e Cascavel) e um com 99,98% (Curitiba). Em relação à coleta total de esgoto, apenas oito capitais têm índice de mais de 90% de atendimento.


Ranking


Para produzir o ranqueamento, foram levados em consideração indicadores do SNIS (Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento), ano-base de 2022, publicado pelo Ministério das Cidades. Desde 2009, o Instituto Trata Brasil monitora os indicadores dos maiores municípios brasileiros com base na população.


Segundo a instituição, a falta de acesso à água potável ainda impacta quase 32 milhões de pessoas e cerca de 90 milhões de brasileiros não possuem acesso à coleta de esgoto.


Imagem
ONG de Londrina distribui gratuitamente cadernos sobre Alzheimer
O Instituto Não Me Esqueças, de Londrina, está lançando o quarto volume da coletânea PlenaMente – A vida com a doença de Alzheimer, composta por cadernos educativos, acompanhados de cadernos de atividades cognitivas.
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade