Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Estragos com as Chuvas

Número de atingidos pela chuva sobe para 20 mil

Maigue Gueths - Redação Bonde
06 jun 2012 às 11:12
Pinhão - divulgação
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

O último boletim da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil, divulgado às 9 horas desta quarta-feira (6) mostra que 20.032 pessoas de 21 municípios do Paraná foram afetadas pelas chuvas que castigam o Estado desde o final da tarde de domingo. Um total de 1.138 pessoas tiveram que sair de suas casas, sendo que 205 ficaram desalojadas, ou seja, tiveram que ser levadas para abrigos públicos. As outras 933 foram para casas de parentes ou amigos. Também foram contabilizadas 557 casas danificadas e 17 destruídas. Não há registro de mortes.

O município de Araucária foi o que teve mais moradores afetados pelas chuvas e vendavais, com 5 mil pessoas prejudicadas, 200 desalojadas e 32 desabrigadas. O município de Tunas do Paraná, também na RMC, teve oi maior número de pessoas desalojadas: 300 moradores tiveram que deixar suas casas de um total de 600 que foram afetados. Destes, 150 foram para abrigos públicos.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Outra cidade que teve 200 moradores desalojados foi Manoel Ribas, na região Central, com 2 mil pessoas afetadas. Em pitanga, a chuva atingiu com seriedade 4,5 mil pessoas, mas nenhuma ficou desalojada.

Leia mais:

Imagem de destaque
24,2% inadimplentes

75,8% dos veículos tributados já pagaram IPVA de 2024; veja como regularizar

Imagem de destaque
Atenção!

Apagão cibernético atinge sistema tributário da prefeitura de Rolândia

Imagem de destaque
Oportunidade

UEM faz concurso com 82 vagas para docentes efetivos; salários até R$ 16,5 mil

Imagem de destaque
Entenda

Paraná: Projeto quer reajustar em 8,03% salário dos servidores estaduais


Além destes, a chuva também causou estragos em Almirante Tamandaré, onde uma barreira desabou na Rodovia dos Minérios, Pinhais, Piraquara e São José dos Pinhais, da RMC; Paranaguá e Guaratuba, no Litoral; e no interior as cidades de Apucarana, Astorga, Guarapuava, Iretama, Marmeleiro, Maringá, Mato Rico, Nova Tebas, Pinhão, Pitanga, Reserva do Iguaçu e Vitorino.

Publicidade


Em Godoy Moreira, na região central do estado, o prefeito da cidade, Primis de Oliveira, teve o carro que conduzia arrastado por uma enxurrada na rodovia PR-650, próxima ao município. O Rio Corumbataí transbordou com e invadiu a via. O prefeito não se feriu.


Ponta Grossa continua sem água


A Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) montou uma força-tarefa com 40 pessoas para consertar a estrutura que sustenta a adutora que rompeu, e que é responsável por 60% do abastecimento de água em Ponta Grossa, nos Campos Gerais. O rompimento em quatro trechos da estrutura aconteceu no último sábado, por causa das fortes chuvas que atingem a cidade, e o abastecimento está comprometido em 50 mil domicílios.

A previsão, segundo a Sanepar, era que os reparos fossem concluídos no fim da noite de ontem. No entanto, a normalização do abastecimento deve ser lenta e, por isso, a Sanepar pede que a população use água racionalmente. As aulas nas escolas municipais e estaduais foram suspensas nesta quarta, e 15 postos de saúde permanecerão fechados.


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade