Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Norte do Paraná

Obras da duplicação integral de Mauá da Serra a Londrina são retomadas após liberação ambiental

Redação Bonde com AEN
14 jul 2023 às 12:25
- Divulgação/DER-PR
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

O DER-PR (Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná), autarquia da SEIL (Secretaria de Infraestrutura e Logística), iniciou os serviços da duplicação da PR-445 no segmento entre o km 8 e o km 18, começando pela implantação das novas pontes sobre o rio Santa Cruz e o rio Apucaraninha. 


Esses dez quilômetros da rodovia estavam aguardando liberação do IAT (Instituto Água e Terra), que aprovou no final de junho os estudos e relatórios de monitoramento de fauna do DER-PR, permitindo o início das atividades em mais este trecho.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


A PR-445 é uma das principais rodovias estaduais da região Norte do Paraná, principal saída de Londrina em direção a Curitiba, conectando as duas cidades mais populosas do Estado.

Leia mais:

Imagem de destaque
Região Norte é mais afetada

Estiagem afeta desenvolvimento de trigo e quebra safra no Paraná

Imagem de destaque
Veja vídeo:

Dunga e a esposa sofrem acidente na BR-116 na região metropolitana de Curitiba

Imagem de destaque
Região

Motorista embriagado é preso após acidente com policial militar em Arapongas

Imagem de destaque
Turismo é destaque

Paraná tem 2º maior crescimento do País em 12 meses, aponta IBGE


Imagem
Após ficar preso na Serra do Mar por dez horas, trem chega em Morretes
Após uma espera de dez horas, os 943 passageiros do trem turístico da Serra Verde Express, que faz o percurso de Curitiba a Morretes, no Litoral, chegaram ao destino por volta das 21h desta quinta-feira (13).


“Já havíamos superado no início do ano as restrições devido à proximidade de sítios arqueológicos, atendendo ao IPHAN (Instituto do Património Histórico e Artístico Nacional) e providenciando as condicionantes necessárias, e agora recebemos a liberação do IAT quanto à parte ambiental”, afirma o secretário de Infraestrutura e Logística, Sandro Alex. 

Publicidade


“Os trabalhos estavam sendo realizados nos extremos do trecho, próximo a Mauá da Serra e a Lerroville, mas agora estão sendo executados no trecho inteiro”, complementa.


O investindo total para duplicar 27,07 quilômetros da PR-445, iniciando no km 0, em Mauá da Serra, no Vale do Ivaí, e indo até Lerroville, distrito de Londrina, na região Norte é de R$ 148 milhões. 

Publicidade


A obra terá ainda um viaduto no acesso ao município de Tamarana, duas pontes, retornos em nível, correção da geometria em curvas consideradas críticas, e restauração da pista existente.


Imagem
Londrina registra manhã mais fria de 2023 nesta sexta-feira
As baixas temperaturas previstas para a manhã desta sexta-feira (14) em Londrina se concretizaram.


A pista nova terá duas faixas de rolamento de 3,60 m cada, em sentido único, e acostamento externo de 2,50 m, separada da pista atual por um canteiro central de 7 m a 9 m de largura e faixa de segurança de 60 centímetros de cada lado, na maior parte do trecho. 

Publicidade


No local onde não será possível o canteiro, as pistas serão separadas por barreira rígida de concreto New Jersey, com faixa de segurança interna de 1 metro de largura em cada lado.


“Os trabalhos estão em andamento há alguns meses, mas precisávamos da liberação desse segmento central para garantir maior fluidez aos serviços. Agora a obra vai ganhar um ritmo melhor, e vamos buscar o menor ajuste possível no cronograma, visando entregar a duplicação no primeiro semestre de 2024”, explica o diretor-geral do DER/PR, Fernando Furiatti.


Os serviços até o mês passado estavam sendo realizados entre o km 0 e o km 8, e do km 18 ao km 27,07, com avanços na terraplenagem da plataforma da nova pista, implantação de dispositivos de drenagem e um passa fauna. Entre os km 3 e km 7 já foram executadas as camadas de revestimento asfáltico da duplicação.


A previsão do DER-PR é liberar 10 km para o tráfego de veículos até o final do ano, caso as condições climáticas sejam favoráveis nos próximos meses. Até o momento foram investidos R$ 9 milhões na obra.


Imagem
Tadeu Felismino, presidente do Ippul, morre aos 68 anos em Londrina
Morreu nesta quinta-feira (13), aos 68 anos, em Londrina, o jornalista e pesquisador José Antônio Tadeu Felismino, atual presidente do Ippul, que estava em tratamento contra um câncer.
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade