Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Acompanhante nos atendimentos

Paraná reforça orientação sobre norma que amplia direito da mulher nos atendimentos de saúde

Redação Bonde com AEN
02 dez 2023 às 17:00
- Funeas
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

A Sesa (Secretaria de Estado da Saúde) encaminhou um ofício às 22 Regionais do Paraná reforçando os dispositivos da Lei Federal nº 14.737, sancionada nesta semana pela União. Ela amplia o direito da mulher de ter acompanhante durante qualquer tipo de atendimento em serviços de saúde públicos e privados.


Essa nova normativa modifica a Lei Orgânica da Saúde, de 1990, revogando os artigos que previam o direito à acompanhante apenas em situações de trabalho de parto, parto e pós-parto imediato. 

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Agora a nova normativa garante às mulheres brasileiras o direito à acompanhante em todos os procedimentos, independente de notificação prévia.

Leia mais:

Imagem de destaque
Região de Londrina

Proposta de novo viaduto pretende melhorar fluxo na BR-369, no Norte do Paraná

Imagem de destaque
OPORTUNIDADE

Programa 'Viaja mais 60' vai incentivar viagens turísticas para pessoas idosas no Paraná

Imagem de destaque
Primeiras regras

Paraná começa a regulamentar medicamentos à base de canabidiol

Imagem de destaque
Quarenta bichos alojados

IAT encaminha animais resgatados durante operação de combate ao tráfico


Publicidade

Imagem
Casos de sífilis e de HIV/aids aumentam entre homens jovens
Os casos de HIV/Aids registraram um aumento entre homens na faixa de 15 a 29 anos, com o índice chegando, em 2021, a 53,3% dos infectados sendo desta faixa etária.


O texto também aponta duas novidades em relação à sedação. No caso de atendimento que envolva qualquer tipo de rebaixamento do nível de consciência, caso a paciente não indique acompanhante, a unidade de saúde responsável pelo atendimento indicará pessoa para acompanhá-la, preferencialmente profissional de saúde do sexo feminino, sem custo adicional para a paciente, que poderá recusar o nome indicado e solicitar a indicação de outro, independentemente de justificativa, registrando-se o nome escolhido no documento gerado durante o atendimento.


Em caso de renúncia da paciente ao direito, a escolha deverá ser feita por escrito com no mínimo 24 horas de antecedência ao procedimento, assinada pela paciente e arquivada em seu prontuário.


“Reforçamos o compromisso do Paraná, por meio da Sesa, em difundir e dar ciência de todas as políticas de saúde. Desta maneira impulsionamos a implementação dessa legislação para cumprimento integral nas 22 Regionais de Saúde e seus 399 municípios, e acolheremos por meio da Ouvidoria Geral da Saúde do Estado qualquer ação contrária à nova normativa”, disse o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.


Imagem
Doenças do trabalho: Nova lista inclui covid-19, burnout e câncer
O Ministério da Saúde divulgou na quarta-feira (29) a atualização na lista de doenças relacionadas ao trabalho.
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade