Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Campanha lançada

Rolândia quer se tornar o "Central Park do Norte do PR"

Redação Bonde com assessoria de imprensa
25 jun 2012 às 21:38
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Moradores, agricultores e ambientalistas de Rolândia e cidades vizinhas lançaram neste sábado (23) uma campanha que busca transformar o município no "Central Park do Norte do Paraná". O objetivo é valorizar a Economia Verde do município, combinando desenvolvimento regional com preservação ambiental.

Segundo os organizadores, o Central Park de Nova Iorque, famoso mundialmente graças aos festivais, museus e gastronomia em seu entorno, é um referencial. Milhões de pessoas desfrutam de qualidade de vida graças à Economia Verde, que une planejamento urbano à conservação do ambiente.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


A campanha visa alertar que a falta de planejamento regional ignora áreas valiosas à qualidade de vida e à segurança alimentar. A iniciativa cita pelo menos 13 espaços que convidam ao lazer, ao estudo e à economia sustentável.

Leia mais:

Imagem de destaque
Garantindo a manutenção

Paraná: Sanepar vai investir R$ 11,2 bilhões em obras até 2028 para universalizar saneamento

Imagem de destaque
Unicentro de Guarapuava

Nova espécie de abelha é descoberta por professora no Paraná

Imagem de destaque
Remuneração será mantida

Desembargador que chamou mulheres de 'desesperadas por homens' é afastado pelo CNJ

Imagem de destaque
Sem licença ou origem legal

Polícia Ambiental orienta como fazer a devolução voluntária de animais silvestres


Entre eles a Chácara Rolândia, autêntico jardim botânico que teve seu início no
pioneirismo; a Chácara Marabú, que preserva uma floresta original de 2 alqueires no espaço urbano; a Pousada das Alamandas e o Spa Recanto das Figueiras, que guardam jardins e remanescentes naturais.

Publicidade


A cidade conta, ainda, com o Distrito Bartira ou Nossa Senhora Aparecida como modelo de "cidade jardim" e a Fazenda Bimini, que concentra a 2ª maior coleção de árvores nativas do programa Embrapa-Florestas.


Na gastronomia, o município é reconhecido desde o pólo de embutidos do Distrito de São Martinho a estabelecimentos tradicionais. O Museu Agrícola abrigou as festividades dos 100 anos da imigração japonesa, enquanto a Oktoberfest lembra a influência alemã.

Publicidade


No que diz respeito à segurança alimentar, Rolândia tem o título de "Berço do Plantio Direto". A técnica é utilizada desde 1972 pelo produtor Herbert Bartz. Ele trouxe dos Estados Unidos uma máquina para o plantio direto. Fez os testes em sua propriedade e a técnica se espalhou pelo país.


A falta de uma política clara que combine desenvolvimento regional com preservação ambiental põe em perigo a importância de Rolândia como possível "Central Park do Norte do Paraná".

Publicidade


O município sofre com empresas poluidoras e se encontra em processo acelerado de crescimento. Infra-estrutura precária em loteamentos habitacionais e avanço do parque industrial em áreas destinadas à segurança alimentar também ameaçam a campanha.


Rolândia tem 57 mil habitantes, segundo o censo do IBGE, dos quais quase 3,4 mil trabalham na zona rural; 5 mil no comércio; 1,2 mil na educação e 5,6 mil na indústria de produtos alimentícios, bebida e álcool etílico.

A maior produção agrícola é de soja (23 mil hectares); seguida do trigo (17 mil
hectares). Também se produz cana, milho, laranja e café, entre outros.


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade