Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Tragédia na RMC

Aluno-soldado mata ex-companheira e advogado durante exame de DNA no Paraná

UOL/Folhapress
20 jun 2023 às 14:44
- Ragi Gonçalves/DER
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Um aluno-soldado da Polícia Militar do Paraná, de 28 anos, matou a tiros a sua ex-companheira e um advogado dentro de uma clínica no município de Araucária, região metropolitana de Curitiba. Após os disparos, o homem tirou a própria vida.


A vítima, Vanessa de Souza Camargo, 24, teria ido ao local na manhã de hoje junto com uma bebê de 40 dias, o advogado Henrique Paquete, 30, e Luan Lucas Cardoso para fazer um exame de DNA, de acordo com informações de testemunhas.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Imagem
Avô de Luan, morto após ataque em Cambé: ‘Deus quis que ficassem juntos’
Um adolescente cheio de sonhos, religioso e carinhoso com a família. Assim Luan Augusto, de 16 anos, sempre será lembrado pelo avô.


No momento da coleta, houve uma discussão entre Vanessa e Luan, até que o rapaz sacou uma arma e começou a atirar. Os disparos atingiram a mãe da criança e o advogado, que morreram na hora. Em seguida, ele atirou no próprio peito e morreu.

Leia mais:

Imagem de destaque
Sem documentação de origem

Ônibus é apreendido com mercadorias contrabandeadas na região de Londrina

Imagem de destaque
R$ 90 Milhões em droga

Meia tonelada de cocaína é apreendida pela polícia na região de Maringá

Imagem de destaque
65 policiais envolvidos

Grupo ligado ao tráfico de drogas é alvo de operação em Maringá nesta sexta

Imagem de destaque
Duas ações diferentes

Polícia Civil apreende seis armas de fogo e munições em Ibiporã


Uma mulher teria conseguido resgatar a criança quando os disparos começaram, evitando que ela também fosse atingida. A menina foi encaminhada a um hospital para passar por exames.


Imagem
Morre segunda vítima de ataque de ex-aluno em escola de Cambé
Morreu na madrugada desta terça-feira (20) Luan Augusto, de 16 anos. O adolescente foi baleado na cabeça durante o ataque ao colégio estadual Professora Helena Kolody, em Cambé na manhã de segunda-feira (19).


Em nota, a Polícia Militar do Paraná informou que lamenta o caso envolvendo o aluno-soldado. "Neste momento, o objetivo da corporação é dar o amparo às famílias envolvidas nesta tragédia, e colaborar de todas as maneiras com as investigações a respeito do fato". 


A Polícia Civil disse que o delegado não daria entrevista nesse momento por estar em diligência no local do crime.

Publicidade

Últimas notícias

Publicidade