Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Com ferimentos no pescoço

Diretor de escola de Londrina é encontrado morto em Tamarana

Bruno Souza - Estagiário*
28 dez 2022 às 16:11
- Reprodução/ Facebook
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

O professor e diretor do Colégio Estadual de Guaravera (distrito de Londrina), Paulo Sérgio Bartholomeu, foi encontrado morto na área rural de Tamarana (Região Metropolitana de Londrina), na manhã desta quarta-feira (28). De acordo com o IML (Instituto Médico Legal), o corpo tinha ferimentos no pescoço.


Segundo informações da PM (Polícia Militar), o diretor, que estava desaparecido desde segunda-feira (26), foi encontrado com a calça amarrada no rosto e com uma pedra ensanguentada ao lado. Ele ainda estava com as mãos amarradas e corpo foi deixado em um córrego na região. O carro da vítima também foi encontrado incendiado.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


A APP-Sindicato lamentou a morte do servidor públido nas redes sociais. "É com pesar que a APP Londrina comunica o falecimento do professor Paulo Bartholomeu, diretor do Colégio Estadual de Guaravera, do Distrito de Guaravera, de Londrina. Paulo teve uma vida dedicada à luta por uma educação pública de qualidade. Deixamos nossos sinceros sentimentos aos familiares e amigos."

Leia mais:

Imagem de destaque
BR-277

Duas pessoas morrem em engavetamento envolvendo seis veículos em Guarapuava

Imagem de destaque
Bandeirantes e Cornélio

Quatro pessoas são presas com quase 80 quilos de maconha no Norte do Paraná

Imagem de destaque
Motorista do carro foi preso

Polícia Militar apreende mais de 240 quilos de maconha e recupera veículo furtado em Arapongas

Imagem de destaque

Homem é detido por suspeita de desviar R$ 300 mil com golpes contra idosos em Apucarana


Pelas redes sociais, o Núcleo Regional de Ensino também emitiu uma nota de pesar. Bartholomeu também foi candidato ao cargo de vereador pelo PSL nas Eleições Municipais de 2016.

Publicidade


Até o encerramento desta reportagem, a família ainda não tinha ido reconhecer o corpo no IML. Até o momento, ninguém foi preso.


*Sob supervisão de Rafael Fantin

Publicidade

Últimas notícias

Publicidade