Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Prejuízo

Londrina: Clientes que compraram celulares denunciam loja por falta de entrega

Pedro Marconi - Grupo Folha
29 nov 2023 às 18:19
- Pixabay
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Clientes de uma loja de Londrina que comercializa celulares procuraram a Delegacia de Estelionatos e o Procon (Núcleo de Proteção e Defesa do Consumidor) após comprarem iPhones e não receberem os aparelhos, além de não conseguirem reaver o dinheiro. O grupo, que reúne dezenas de pessoas, relata que há mais de quatro meses tenta resolver o impasse, mas sem sucesso.


Um desgaste que tem gerado inúmeros transtornos. “É frustrante, porque estou em processo para comprar um imóvel e tinha um valor guardado para dar entrada. Tirei o dinheiro para comprar o celular, que tinha um preço atrativo, e iria repor depois. Agora estou sem o iPhone e o dinheiro”, relatou uma jovem, que gastou R$ 3.070.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Outra jovem pagou R$ 10 mil à vista para comprar dois equipamentos, um para ela e o segundo para a mãe. Toda a negociação foi feita de forma on-line. “Eles chegaram a me enviar um contrato, mas não recebi nada. Quando comecei a ir atrás de respostas disseram que iriam entregar em agosto, depois setembro e hoje não respondem mais”, lamentou.

Leia mais:

Imagem de destaque
PR-340

Homem é detido por embriaguez ao volante após se envolver em acidente em Jaguapitã

Imagem de destaque
Sem documentação de origem

Ônibus é apreendido com mercadorias contrabandeadas na região de Londrina

Imagem de destaque
R$ 90 Milhões em droga

Meia tonelada de cocaína é apreendida pela polícia na região de Maringá

Imagem de destaque
65 policiais envolvidos

Grupo ligado ao tráfico de drogas é alvo de operação em Maringá nesta sexta


A empresa fazia toda a propaganda, com ofertas dos celulares abaixo do preço de mercado, pelo Instagram. “Paguei R$ 4.200 no PIX por um iPhone 14 Pró-Max, mas estou até hoje sem o produto. Tentei ir no local que seria a sede da loja, na Gleba Palhano (zona sul) e na recepção falam que os responsáveis não aparecem há mais de 30 dias”, comentou um outro cliente.

Publicidade


Em um grupo de WhatsApp estão pouco mais de 60 pessoas de Londrina e região que se dizem prejudicadas pela loja. “Sem dúvidas fomos vítimas de estelionato”, classificaram.


A última publicação da Imerican Place na rede social foi em 18 de outubro. Na postagem, a empresa diz que “devido a diversos fatores houve atraso nos contratos” e que “teve as contas bloqueadas, motivo pelo qual não consegue resolver as pendências com mais agilidade e rapidez”. Na mesmo informe avisou sobre a contratação de uma gestora de pagamentos, que seria a responsável por dar “início ao atendimento para prosseguir com os acordos”.


SAIBA MAIS NA FOLHA DE LONDRINA.


Imagem
Clientes que compraram celulares denunciam loja de Londrina por não cumprir com a entrega
Pessoas compraram aparelhos pela atratividade do preço e também não conseguem reaver o dinheiro; Polícia Civil e Procon apuraram o caso
Imagem
Brecha no Google Chrome permite infecção por vírus espião sem usuário clicar
O Google anunciou uma atualização emergencial para corrigir uma vulnerabilidade crítica no navegador Chrome.
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade