Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Insegurança

Preso foge de delegacia e mata mulher e filha

Marilayde Costa - Redação Bonde
12 jun 2009 às 12:40
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

O preso Júlio Augusto da Costa, conhecido por "Júlião", de 32 anos, fugiu na madrugada desta sexta-feira (12), por volta das 0h40, da Cadeia Pública do município de Ipiranga, distante 48 quilômetros de Ponta Grossa, com o carro do carcereiro. Em entrevista ao Bonde, o soldado Edi Carlos Meister afirmou que Júlião seguiu para a casa de sua provável amásia, cometeu duplo homicídio e se suicidou em seguida.

Niselma Fátima Gonçalves, de 25 anos, foi morta com quatro tiros e sua filha de 7 anos com um disparo de arma de fogo. As duas estavam dormindo quando Júlião arrombou a porta. A mãe não resistiu aos ferimentos e morreu no local, já a filha foi socorrida e encaminhada para o hospital de Ipiranga e depois transladada para o hospital de Ponta Grossa, onde veio a falecer durante a madrugada.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Júlio Augusto conseguiu render o carcereiro com uma barra de ferro, usada para fechar a cela, no momento em que ele estava recolhendo um outro detento. Carcereiro e preso acabaram aprisionados na cela.

Leia mais:

Imagem de destaque
Norte Pioneiro

Donos de sítios são autuados em R$ 315 mil por destruição de vegetação de Mata Atlântica em Cambará

Imagem de destaque
Inacreditável

Mãe explorava filha de 13 anos por R$ 100 em motel; 3 são presos

Imagem de destaque
Desvio de doações

Jornalistas indiciados por 'escândalo do pix' movimentaram R$ 3,4 milhões em um ano

Imagem de destaque
Envolvimento com tráfico

Ataque a tiros em festa infantil deixa pai, filho e prima mortos em MG


Para fugir, o detento levou o carro particular e o revólver do carcereiro, além de uma escopeta de calibre 12, que furtou da sala do delegado, minutos antes de empreender fuga.

Publicidade


Após desferir contra as duas, Júlio Augusto só foi encontrado morto por volta das 7 horas no bairro Mutirão, onde se matou com um tiro na cabeça usando a arma do delegado.


Buscas

Publicidade


Durante toda a madrugada, policiais militares de Ibituva, Irati e Serviço Reservado de Ponta Grossa do 1º Batalhão da Polícia Militar (BPM) fizeram buscas pelo município e região para tentar prender o foragido mas não obtiveram êxito.


Preso

De acordo com o soldado Edi Carlos, Júlio Augusto estava preso há três meses por destruir a casa onde morava e agredir a própria mãe que residia com ele. "Acreditamos que ele fez tudo isso porque estava magoado com os parentes que o denunciaram", concluiu o soldado.


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade