Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Licitação aberta

Governo Lula vai gastar R$ 769 mil em novo heliponto para Planalto e prevê receber carro voador

Renato Machado - Folhapress
11 abr 2024 às 07:30
- Marcelo Camargo/Agência Brasil
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

O governo Lula (PT) abriu uma licitação para a construção de um novo heliponto para o Palácio do Planalto, com uma estrutura que vai estar apta para receber não apenas helicópteros, mas também os chamados carros voadores e outras tendências de veículos aéreos.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Leia mais:

Imagem de destaque
Crowdfunding

Eleitor ainda não tem a cultura do financiamento coletivo, aponta especialista

Imagem de destaque
Acordo com MPPR

Ex-prefeito de Ivaiporã Pedro Papin vai devolver mais de R$ 1,3 milhão à Prefeitura

Imagem de destaque
Coronel do Exército

Alexandre de Moraes solta ex-assessor de Bolsonaro investigado por trama golpista

Imagem de destaque
Entenda!

Estudo avalia reduzir número de cidades da Região Metropolitana de Londrina

O Palácio do Planalto vai gastar R$ 769 mil com o novo heliponto, que vai substituir a estrutura já existente, nos fundos do complexo.

Publicidade


O aviso de abertura da licitação foi publicado nesta terça-feira (9) no Diário Oficial da União. Após a conclusão do processo e a contratação da empresa, as obras deverão ser concluídas em 180 dias.


O Palácio do Planalto já conta com um heliponto, que fica localizado nos fundos do complexo, perto da via chamada N2. Essa estrutura vai ser readequada, segundo a justificativa do governo, para receber veículos maiores e mais modernos, incluindo os chamados carros voadores, que já começaram a ser fabricados em algumas partes do mundo.

Publicidade


A nova demanda foi descrita em um despacho do GSI (Gabinete de Segurança Institucional), que integra o estudo preliminar para a construção da nova estrutura.


"Sobre o assunto, participo que com a finalidade de adequar o heliponto não somente aos modelos de helicópteros disponíveis atualmente mas também aos futuros vetores que poderão ser utilizados para o transporte do senhor presidente da República seria necessário redefinir a capacidade anteriormente proposta para o referido local de pouso", afirma o despacho, assinado pelo coronel aviador Sandro Bernardon, coordenador-geral de Transporte Aéreo do GSI.

Publicidade


O texto ainda diz que a nova estrutura deverá suportar vetores de até 5 toneladas e com comprimento total de 15 metros, distância que vai da pá do rotor principal até a última estrutura do rotor da cauda.


O projeto prevê a construção de uma via de acesso de veículos, para interligar a área do heliponto até o acesso do palácio. Esse acesso será pavimentado com piso intertravado e, para isso, será removido o calçamento atual e uma parte em grama.


A área em concreto do novo heliponto vai ocupar um espaço de 412 metros quadrados. Ainda serão colocadas 15 unidades de luminárias de balizamento noturno.


Lula costuma se deslocar em helicópteros quando sai em viagem oficial pelo país ou ao exterior. Atualmente, essas aeronaves costumam pegá-lo no Palácio da Alvorada, a residência oficial da Presidência, e levá-lo até a Base Aérea de Brasília. A distância entre os dois locais é de cerca de 20 km.


Imagem
Chegada de carro voador no Brasil esbarra em falta de lugar para pousar e decolar
À espera dos primeiros voos comerciais de carros voadores, especialistas e empresas do setor apontam desafios para o começo da operação no país.
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade