Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Nove secretários no total

Mais dois secretários deixam a gestão Belinati para concorrer ao Executivo em outubro

Douglas Kuspiosz - Folha de Londrina
05 jun 2024 às 20:08
- Emerson Dias/N.Com
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

No prazo final de desincompatibilização para quem pretende concorrer ao Executivo em outubro, mais dois secretários deixaram a gestão Marcelo Belinati (PP): Maria Tereza Paschoal de Moraes (PP), da pasta de Educação e que é a pré-candidata apoiada pelo prefeito, e Marcelo Canhada (Republicanos), que estava à frente da Secretaria de Planejamento.


Conforme a assessoria da Prefeitura, a servidora Mariangela Bianchini ficará à frente da Secretaria de Educação. Até as 18h, o novo titular da pasta de Planejamento ainda não estava definido. As exonerações devem sair no Jornal Oficial do Município desta quarta-feira (5).

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


No total, nove secretários deixaram a administração municipal por conta da corrida eleitoral - em momentos diferentes, seguindo os prazos de desincompatibilização.

Leia mais:

Imagem de destaque
Entenda

Lula se vacinou contra dengue na rede privada, sem divulgar e antes da campanha do SUS

Imagem de destaque
Custo de R$ 18 milhões em 2024

Prefeitura de Londrina quer retirar recursos da saúde para custear aumento salarial da Guarda Municipal

Imagem de destaque
9 ministros votaram

Entenda as três teses em julgamento do STF sobre descriminalização de maconha

Imagem de destaque
Aumento de 27,12%

Belinati afirma que não houve demora no envio dos projetos que aumentam salário dos GMs para a Câmara


Em abril, seis meses antes das eleições, no limite para quem quer concorrer à CML (Câmara Municipal de Londrina), foram exonerados Regis Choucino, de Agricultura e Abastecimento, Péricles Deliberador, da Acesf (Administração dos Cemitérios e Serviços Funerários de Londrina), Ronaldo Siena, do Ambiente, Marcelo Oguido, da FEL (Fundação de Esportes de Londrina), e Bernardo Pellegrini, da Cultura.

Publicidade


Depois, no final de abril, deixaram os cargos João Carlos Perez, da pasta de Fazenda, e Bruno Ubiratan, da Cohab-Ld (Companhia de Habitação de Londrina).


Com as mudanças, esta é a composição das pastas que tiveram alterações: o vice-prefeito João Mendonça assumiu a Secretaria de Agricultura e Abastecimento; o servidor André Chen, a do Ambiente; a servidora Maria de Fátima Beraldo, a da Cultura; o diretor Claudemir Fattori, a FEL; o superintendente da Caapsml (Caixa de Assistência, Aposentadoria e Pensões dos Servidores Municipais de Londrina), Luiz Nicácio acumulou a função de secretário de Fazenda; o diretor administrativo-financeiro da Cohab-Ld, Edimilson Pinheiro Salles, foi nomeado presidente da companhia; e Leonilso Jaqueta, que já comandou a Acesf, voltou ao cargo de superintendente do órgão.


Com a definição de Bianchini na Educação, a única pasta com a cadeira "vaga" é a de Planejamento.


Imagem
Em Londrina, Lu Oliveira aciona Comissão de Ética contra Madureira
A decisão da CML (Câmara Municipal de Londrina) de absolver a vereadora Mara Boca Aberta (Podemos) completa uma semana nesta quarta-feira (5), mas a sessão de julgamento continua repercutindo na política londrinense.
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade