Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Prazo encerrado

Perdeu prazo para tirar ou regularizar o título de eleitor? Saiba o que fazer agora

Matheus Tupina - Folhapress
09 mai 2024 às 16:13
- Marcelo Camargo/Agência Brasil
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Encerrado o prazo para tirar ou regularizar o título de eleitor na quarta-feira (8), quem não realizou os procedimentos para votar nas eleições 2024 não poderá ir às urnas e só poderá normalizar sua situação após o pleito, ou seja, a partir de novembro.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Leia mais:

Imagem de destaque
Hablou!

Soraya critica teatro no Senado e desafia autora de simulação de aborto a encenar estupro

Imagem de destaque
Acusado na Inglaterra

CPI das Apostas aprova convite a Lucas Paquetá para depoimento

Imagem de destaque
Parado desde março

Barroso pauta julgamento sobre porte de drogas para a próxima quinta

Imagem de destaque
Debate

Lira anuncia criação de 'comissão representativa' para discutir PL Antiaborto por Estupro no 2º semestre

Para evitar a perda de direitos como a emissão de passaporte, o ingresso em vagas de universidades ou em cargos públicos, ou até mesmo pedir empréstimo em bancos públicos, o eleitor deve pedir à Justiça Eleitoral uma certidão circunstanciada.

Publicidade


O documento atesta a impossibilidade do interessado regularizar sua situação devido ao fechamento obrigatório do cadastro a 150 dias da eleição.


Quem não votou e não justificou apenas em 2022 pode votar em 2024 mesmo sem ter regularizado sua situação.

Publicidade


Saiba mais sobre a certidão e como regularizar sua situação eleitoral 


Publicidade

Eleitor que não tirou título, mas deveria
O eleitor que tem 18 anos ou mais e precisava obrigatoriamente emitir seu título de eleitor também pode ter dificuldades para exercer direitos como o ingresso em vagas de emprego ou de universidades, por exemplo.


A certidão circunstanciada pode ser solicitada presencialmente, em um cartório eleitoral de sua região, ou pela internet, via email ou WhatsApp do cartório eleitoral. A solicitação é gratuita. Essa certidão, no entanto, não significa a regularização da situação eleitoral nem permite o voto, ou seja, as pendências ainda precisam ser resolvidas após o pleito.

Publicidade


Eleitor que não votou e nem justificou apenas em 2022
O eleitor que não votou nem justificou apenas em 2022, ou seja, estava regular até o pleito passado, não está com o título cancelado e pode votar nas eleições deste ano.


Segundo a Justiça Eleitoral, só tem o título cancelado quem deixou de votar, justificar e pagar multa por três turnos consecutivos de eleição. Isso significa que um documento só seria cancelado se uma determinada pessoa deixasse de votar, por exemplo, no segundo turno de 2020, e nos dois turnos de 2022.

Publicidade


Quem não votou apenas em 2022 pode, inclusive, pagar a multa mesmo com o cadastro eleitoral fechado e quitar as pendências.


Eleitor irregular
Para o eleitor irregular, ou seja, que está com o título cancelado por não votar em três turnos seguidos, será necessário requerer a certidão circunstanciada, presencialmente ou pela internet.
O que fazer após as eleições


Após as eleições deste ano, quando o sistema de cadastro eleitoral for reaberto, quem não tirou o título poderá fazer seu alistamento no cartório eleitoral ou em postos autorizados pela Justiça Eleitoral.


Já os irregulares poderão iniciar seu processo pela internet, no autoatendimento disponível nas páginas do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) ou do TRE (Tribunal Regional Eleitoral) do estado de residência.


Imagem
Mês das mães tem feira de empreendedorismo e cursos qualificação em Londrina
A SMPM (Secretaria Municipal de Política para Mulheres) de Londrina promove o "Mês das Mães", programa que leva ações voltadas a mulheres com idade a partir de 18 anos, e incluem oficinas, cursos e palestras, todos gratuitos.
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade