Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
6 de junho

Presidente do Palmeiras marca data para depor à CPI e rebater Textor

UOL/Folhapress
23 mai 2024 às 13:45
- Divulgação
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

A presidente do Palmeiras, Leila Pereira, estará na CPI da Manipulação de Jogos e Apostas Esportivas no dia 6 de junho. Essa foi a data escolhida pela dirigente para prestar depoimento, segundo o o presidente da CPI, o senador Jorge Kajuru.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Leia mais:

Imagem de destaque
Insanidade

Críticas à omissão do governo em PL Antiaborto por Estupro fazem Lula mudar de discurso

Imagem de destaque
Entenda

Empreiteiras recusam proposta sobre multas da Lava Jato, e governo Lula tenta novo acordo

Imagem de destaque
Comunicações

Ministro de Lula pede ao STF trancamento de inquérito após ser indiciado pela PF

Imagem de destaque
Câmara

Bancada evangélica quer definição de relator do PL antiaborto, e esquerda, adiar discussão

A confirmação foi tornada pública no dia em que Julio Casares, presidente do São Paulo, falou à CPI.
Leila e Casares deveriam falar lado a lado, mas ela alegou compromissos profissionais e remarcou.

Publicidade


Leila foi chamada e aceitou o convite porque a investigação parte dos "indícios" levados por John Textor, dono da SAF Botafogo, que aponta benefícios ao Palmeiras em jogos do Brasileirão.


A presidente palmeirense já refutou as denúncias de Textor em tom bem ríspido e deve repetir o discurso em Brasília.


Textor chegou a amenizar, dizendo que não acusava o Palmeiras de estar diretamente envolvido na corrupção. Mas reforçou que o clube foi o beneficiado, embora não tenha provas concretas para isso.


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade