Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Autores de ações

PT e PL descartam recorrer de decisão do TSE que livrou Moro de cassação

Renata Galf - Folhapress
23 mai 2024 às 14:24
- Marcelo Camargo/Agência Brasil
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Autores das ações que buscavam cassar o mandado do senador Sergio Moro (União Brasil-PR), o PT e o PL descartam recorrer da decisão do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), que rejeitou por unanimidade as alegações das siglas.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Leia mais:

Imagem de destaque
9 ministros votaram

Entenda as três teses em julgamento do STF sobre descriminalização de maconha

Imagem de destaque
Aumento de 27,12%

Belinati afirma que não houve demora no envio dos projetos que aumentam salário dos GMs para a Câmara

Imagem de destaque
Julgamento suspenso

Após voto de Toffoli, STF segue sem decisão sobre porte de maconha para uso pessoal

Imagem de destaque
Ex-atriz da novela "Uga Uga"

Deputada Silvia Waiãpi é cassada sob acusação de pagar harmonização facial com verba eleitoral

A decisão da corte contou com o apoio do ministro Alexandre de Moraes e terminou em 7 a 0.
Luiz Eduardo Peccinin, advogado do PT no processo, disse à reportagem, nesta quinta-feira (23), que o partido não irá recorrer.

Publicidade


A reportagem apurou que o PL também decidiu não apresentar recurso da decisão.


Em entrevista à CNN, o presidente do PL, Valdemar Costa Neto, também descartou recurso. "Fizemos a nossa parte, se a Justiça entendeu assim, está liquidado", disse.


O caso foi parar no TSE após recursos dos partidos frente à absolvição do senador no TRE (Tribunal Regional Eleitoral) do Paraná. Os partidos pediam a sua cassação sob alegação de abuso de poder econômico, uso indevido dos meios de comunicação e caixa dois nas eleições de 2022.


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade